TV Paga

Com canais eróticos, Grupo Globo fatura R$ 180 milhões por ano

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Sem concorrência no mundo dos canais eróticos no Brasil, os canais da Globosat faturaram no ano passado por volta de R$ 180 milhões, segundo informações do colunista Ricardo Feltrin. O grupo detém o monopólio de conteúdo erótico-pornô no Brasil, seja por acesso linear ou compra on demand.

Os canais do grupo são Sexy Hot, SH Rapidinhas, PlayboyTV, Venus, Sextreme, For Man e Brazzers, entre outros. Em filmes vendidos on demand, os canais pornôs do Grupo Globo faturaram cerca de R$ 72 milhões no ano passado, o que equivale a cerca de 4,5 milhões de filmes avulsos comprados via plataforma Now.

O grupo também fatura com cerca de 400 mil assinaturas lineares e mensais de canais pornôs, o que rende mais cerca de R$ 96 milhões anuais. A empresa também fatura com chats e contos eróticos no portal Sexy Hot, e com vendas avulsas em SMS, MMS e outros produtos móveis, que somaram cerca de 1 milhão de negócios.

Dessa forma, estima-se que esse setor arrecada cerca de R$ 180 milhões anuais para o Grupo Globo. Metade desse valor é repassado de volta pela Globosat às maiores operadoras (Sky e Net). Atualmente, a Globosat paga em média R$ 4.700 por cada filme comprado das produtoras independentes.

Ela possui o direito de exibi-los quantas vezes quiser, por um período que vai de um ano a quatro ano. O produtor ganha uma porcentagem toda vez que seu filme for comprado em serviços on demand como o Now, da Net, e cada filme é vendido no Now por R$ 15,90 e, como numa diária de hotel.

A plataforma de streaming Sexy Hot Play atraiu mais de 600 mil visitantes únicos no ano passado, um incremento de 21% em relação a 2015. Houve ainda crescimento de 145% em vídeos assistidos, 154% em número de usuários cadastrados e 129% a mais na média de usuários logados durante cada mês.

Curta o TV Foco no Facebook!

PUBLICIDADE