Celebridades

Conheça a anã que fará parte da nova novela das 9 da Globo

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Globo promete surpreender muita gente ao colocar uma portadora de nanismo, a atriz Juliana Caldas, 30 anos,em um dos papéis principais da próxima novela das nove de Walcyr Carrasco. Ela será filha de Marieta Severo, que vai se relacionar um rapaz de estatura normal.

“Adoraria fazer um drama. Gosto de comédia, mas gostaria de me desligar um pouco desse lado da comédia com o pequeno [de piada sobre anões], porque é sempre assim”, disse ela há um tempo em entrevista ao “Programa Especial”, da TV Brasil. Agora, ela está proibida de falar sobre o assunto.

“Comecei a carreira em um parque de diversão, onde eu me fantasiava como personagens e fazia uma apresentação de 30 minutos para a criançada. Nesse parque infantil acabei conhecendo outros atores e quis trabalhar mais na área. Entrei em teatros musicais infantis”, contou.

Juliana tem 1,22 metro de altura e já sofreu bastante preconceito. “Ser olhada em público tornou-se tão normal para mim que eu muitas vezes não percebo que isso está acontecendo até que afete a pessoa com quem estou. É uma experiência estranha no início, mas eventualmente você aprende a ignorá-la (…)”, revela.

“Nós todos temos bagagem; uma pessoa com deficiência física só tem uma bagagem que não pode esconder. Uma altura ou qualquer outra coisa que não se tenha controle nunca deve reduzir o nível de amor e respeito que você tem por alguém”, declarou na mesma entrevista.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“Quando as pessoas descobrem que eu trabalho como atriz e modelo, elas ficam meio ‘Nossa!’. Se espantam. Como atriz já estão um pouco mais acostumadas, mas como modelo se assustam, porque existe aquela ideia de modelo de 1,90 metro, magra, loira”, relata.

“Quando olham para uma pessoa com nanismo, acham bastante diferente. [Mas ao] explicar o nosso trabalho, que é moda inclusiva, acabam achando até legal. Nunca saio de casa sem estar maquiada, arrumada, bem vestida. Uma dica que eu dou para quem está começando é primeiramente acreditar em si”, aconselha.

“Temos muito ainda que lutar. Temos muitos direitos, e há pessoas que não conhecem os direitos que têm. Vamos levantar a cabeça, nos conhecer, saber o que a gente é capaz de fazer. Eu acredito que ainda vamos ter um mundo mais com a nossa cara”, finaliza. Com informações da colunista Fernanda Lopes.


Curta o TV Foco no Facebook!

PUBLICIDADE

Comentários recentes