Globo

Homem forte de companhia acusa Globo de corrupção para ter direitos da Copa

Globo (Foto: Divulgação)

Alejandro Burzaco, ex-homem forte da companhia de marketing argentina Torneos y Competencias SA, afirmou que a Rede Globo foi uma das seis empresas que teriam pago propina para ganhar a concorrência dos direitos de transmissão de torneios internacionais.

Burzaco, ex-chefe da empresa argentina Torneos y Competencias (TyC Sports), citou as emissoras Globo, Fox Sports e o Grupo Televisa e Media Pro enquanto era interrogado por um promotor em um tribunal federal no Brooklyn, em Nova York. A Torneos y Competencias e a Fox Sports são donas de uma companhia de marketing esportivo, a T&T Sports Marketing.

Alejandro Burzaco (Foto: Reprodução)
Alejandro Burzaco (Foto: Reprodução)

O profissional, que se entregou em 2015, disse que, por meio de sua empresa de marketing esportivo, subornava autoridades do futebol nas negociações de venda dos direitos de transmissão de competições ligadas à Conmebol, como Copa América, Copa Libertadores e Sul-Americana.

“Várias. Fox Sports dos Estados Unidos, Televisa do México, Media Pro da Espanha, TV Globo do Brasil, Full Play da Argentina, Traffic do Brasil, Grupo Clarín da Argentina”, disse antes de ser perguntado se alguma pagou propina. “Todas, menos o Clarín”, completou.

O depoimento foi feito no segundo dia do julgamento de José Maria Marin, ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), de Juan Ángel Napout, ex-presidente da Conmebol e da federação de futebol do Paraguai e de Manuel Burga, ex-presidente da federação peruana.


Curta o TV Foco no Facebook!