Florianópolis Globo Rio Grande do Sul

Principal afiliada da Rede Globo e outras empresas são investigadas pelo pagamento de R$ 19 bilhões de propina

(Foto: Reprodução)

Na última quinta-feira (26), a Polícia Federal apurou os resultados da Operação Zelotes, que investiga o Bradesco, Santander, Safra, Pactual e Bank Boston, as montadoras Ford e Mitsubishi, e o grupo de comunicação ‘‘RBS’’, a maior afiliada da Rede Globo.

A Gerdau, a Camargo Corrêa e a empresa BR Foods também constam na lista das empresas investigadas pelo pagamento de propina para integrantes do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Ao todo, 70 empresas são investigadas.

De acordo com o ‘‘Estado de S. Paulo’’, a propina serviria para apagar os débitos dos interessados com a Receita Federal. A Petrobrás e a Light, distribuidora de energia do Rio também estão listadas na operação.

Estima-se que o rombo aos cofres públicos é de R$ 19 bilhões. Se caso todos os indícios forem confirmados, incluindo a quantia do prejuízo, o valor seria maior do que o investigado na Operação Lava Jato.

Com suborno, a Receita adiava processos ou produzia pareceres favoráveis aos contribuintes. A rede ‘‘RBS’’, que tinha um débito fiscal no valor de R$ 150 milhões, teria pago apenas R$ 15 milhões do valor.

Curta o TV Foco no Facebook!