O QUE ROLOU?!

Fim da linha: O adeus de dois bancos GIGANTES no Brasil após falência ser decretada pelo Banco Central


2 bancos brasileiros tiveram a falência decretada pelo BC no país (Foto Reprodução/Montagem/Lennita/Tv Foco/Canva/Banco Central)

2 GRANDES bancos, voltados à concessão de crédito e financiamentos, acabaram tendo fim devastador após falência

E 2 grandes e famosos bancos, voltado à concessão de crédito e financiamentos, acabaram tendo a a sua falência confirmada após uma série de adversidades.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

Fora isso, um comunicado emitido por ambas expôs a situação devastadora a todos os clientes e parceiros da financeira.

Trata-se da BRK Financeira, e da Porto Cred.

De acordo com o portal Poder 360, ambas as empresas acumulavam dívidas e passaram a emitir cada vez mais títulos de Renda Fixa para cobrir o rombo deixado por elas.

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


1- BRK Financeira

Apesar da BRK financeira ter entrado com uma liquidação judicial desde fevereiro do ano de 2023, seus prejuízos se arrastavam desde o ano de 2017.

Veja também

Porém, foi apenas em março de 2024, através da 2º Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Tribunal de Justiça de São Paulo, que sua falência foi oficialmente decretada, conforme exposto pelo portal Valor Invest.

Banco Central fechou as portas da BRK Financeira (Foto: Reprodução/BRK)
BRK Financeira teve seu fim decretado após atravessar período conturbado causado por uma crise que iniciou no ano de 2017 (Foto: Reprodução/BRK)

De acordo com o portal “Quero Investir”, o Banco Central chegou a decretar, no dia 15 de fevereiro de 2023, a liquidação judicial da BRK Financeira.

Na época, a autarquia não deu maiores informações sobre a situação da instituição, alegando apenas em seu comunicado oficial que houve:

“Comprometimento patrimonial da instituição, as graves violações às normas legais que regulamentam o funcionamento da instituição e o risco anormal a que estão sujeitos os credores quirografários”.

Pra quem não sabe, o Banco Central costuma intervir em situações de insolvência de bancos sob a justificativa de que o problema em uma instituição pode se estender rapidamente para outras, dada a complexidade do sistema.

Banco Central do Brasil - Foto: Internet
Banco Central do Brasil chegou a intervir na situação da BRK Financeira (Foto Reprodução/Internet)

2- Porto Cred

De acordo com o FGC, a Portocred tinha uma base estimada de 12 mil credores aptos a receber os valores de uma dívida que somavam R$ 521 milhões.

De acordo com informações da InfoMoney, a Portocred teve sua falência decretada na mesma época e nos mesmos moldes citados da BRK financeira, também em fevereiro de 2023.

PortoCred teve a falência decretada em fevereiro (Reprodução: Internet)
PortoCred teve a falência decretada também em fevereiro de 2023 (Foto Reprodução/Internet)

Situação dos clientes de ambas as financeiras

Em ambas as situações, os clientes das 2 financeiras puderam entrar com o recurso de FGC (Fundo Garantidor de Créditos).

Mecanismo criado ainda nos anos 90, com a função de proteger os titulares de créditos perante instituições financeiras.

Fazem parte do escopo do FGC os seguintes créditos, de emissão ou aceite de instituição financeira em funcionamento no país:

  • Depósitos à vista;
  • Depósitos de poupança;
  • Letras de câmbio;
  • Letras imobiliárias;
  • Letras hipotecárias.

Assim, os titulares de investimentos ligados à BRK, como CDBs (Certificados de Depósito Bancário) e RDBs (Recibos de Depósito Bancário) emitidos pela empresa, conseguem recorrer ao FGC em busca da recuperação de seus ativos, até o limite de R$ 250 mil por pessoa.

Para valores acima desse montante, os investidores terão que buscar consultoria de sua assessoria de investimentos ou um suporte jurídico para pleitear a quantia como parte da recuperação.

Decisão da Justiça e comunicado devastador

1- BRK:

De acordo com o Valor Invest, em sua decisão, o juiz Ralpho Monteiro Filho afirmou que os fatos narrados pelo liquidante e pelo BC demonstram que o ativo da BRK não satisfaz ao menos metade do valor dos créditos quirografários e que de fato ocorreram:

“ Graves violações às normas legais que regulamentam o funcionamento da instituição.

A decisão também cita “existência de atos e omissões danosos à instituição praticados pelos ex-administradores” e “situação econômico-financeira de insolvência irreversível” da BRK.

Foi nomeada como administradora judicial a Brajal Veiga.

Através do seu site oficial, de forma atualizada, a empresa chegou a emitir uma nota a todos os clientes e parceiros confirmando a situação devastadora que a engolia:

“AVISO AOS CLIENTES E DEMAIS INTERESSADOS:

Foi decretada a autofalência da BRK S.A. CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO, inscrita no CNPJ sob o nº 12.865.507/0001-97, no dia 07/03/2024, sendo nomeado como administrador judicial BRAJAL VEIGA ADMINISTRAÇÃO JUDICIAL LTDA., CNPJ 46.277.677/0001-72, representada por Daniel Brajal Veiga, OAB/SP nº258.449.

SENTENÇA – acesse aqui

TERMO DE COMPROMISSO – acesse aqui

Para maiores informações entrar em contato diretamente com o administrador judicial BRAJAL VEIGA ADMINISTRAÇÃO JUDICIAL LTDA., CNPJ 46.277.677/0001-72, com endereço à Rua Dr. Renato Paes de Barros, n.º 750, 3º andar, cj. 32, bairro Itaim Bibi, CEP: 04530-001, São Paulo – SP, telefone (11) 3074-4447, representada por Daniel Brajal Veiga, OAB/SP nº258.449″

Conforme imagem abaixo:

Comunicado atualizado em março de 2024 pela BRK (Foto Reprodução/BRK)
Comunicado atualizado em março de 2024 pela BRK (Foto Reprodução/BRK)

Atualizada porque, em fevereiro de 2023 eles chegaram a emitir o mesmo comunicado porém com a realidade da época, como podem ver na imagem abaixo:

Comunicado emitido em fevereiro de 2024 pela BRK (Foto Reprodução/BRK)
Comunicado emitido em fevereiro de 2023 pela BRK (Foto Reprodução/BRK)

2- Porto Cred:

Na época, em seu site oficia, a Portcred, foi emitido um alerta sobre a falência decretada também pelo Banco Central aos credores como podem ver na imagem abaixo:

Aviso sobre a falência decretada pelo Banco Central aos credores no portal oficial da Portocred (Foto Reprodução/Portocred)

Bem como pelas suas redes sociais também, como podem ver na imagem abaixo:

Comunicado da PortoCred pelas redes sociais (Foto Reprodução/Instagram)

Fora isso, a Portocred ainda deixou bem explícito em seu site, que no dia 15/04/2024, realizou um leilão com seus bens, móveis e equipamentos que havia sobrado da financeira, como podem ver através desse link*

De quem era a BRK Financeira?

Conforme exposto pelo Valor Invest, a  BRK era controlada por Nelson Pinheiro, que faz parte de uma família tradicional do Ceará.

Ele herdou o antigo banco BMC (comprado pelo Bradesco em 2007) junto com seus irmãos Jaime Pinheiro Filho e Norberto Pinheiro.

Este último, por sua vez, é fundador e maior acionista do Banco Pine.

Pinheiro também é controlador da empresa de alimentos Ducoco, que também sofreu com a recuperação extrajudicial da Brickell.

A recuperação havia sido proposta pela própria Brickell e aprovada em primeira instância em 2019, mas alguns credores não concordaram com o plano e questionaram judicialmente, e depois a própria empresa quis desistir do processo.

Já a PortoCred

🚨 Davi troca medicina por programa na TV + Piovani ESCULACHA Neymar + Mion reage a boatos de traiç@o         

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Autor(a):

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida. Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia e os bastidores das principais emissoras brasileiras. Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ... Atualmente escrevo notícias sobre os últimos acontecimentos do cenário econômico, bem como novidades sobre os principais benefícios e programas sociais.