O QUE ROLOU?!

R$ 463,4 bilhões e liberação do BC: A compra de banco gigante feita pelo Itaú para aniquilar o Bradesco

25/06/2024 às 6h40

Por: Lennita Lee
Imagem PreCarregada
Compra colossal do Itaú surpreendeu o mercado e passou o Bradesco para trás (Foto: Reprodução/Montagem/Lennita/TV Foco/Bradesco/Itaú/Canva)

Banco gigantesco e tradicional acabou sendo engolido pelo Itaú para o desespero do Bradesco

O Brasil conta com uma infinidade de instituições financeiras espalhadas em todo território nacional, sendo que muitas delas estão há anos operando no país atendendo a milhares de correntistas.

Porém, apesar de ser um negócio extremamente lucrativo, muitos desses nomes acabaram sucumbindo a ponto de se afundar em dívidas, fechar as suas portas e até mesmo a enfrentar o terror da falência.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em contrapartida, outros decidiram se fundir a rivais para conseguir se manter ainda mais forte no mercado.

Que foi o que aconteceu com um importante banco tradicional brasileiro, entre 2007 e 2009, que acabou tendo um fim marcado por inúmeros acontecimentos chocantes como demissões em massa e uma fusão com o banco Itaú, após 84 anos de existência.

Continua após o Veja Também

Veja também

Anos a fio

Trata-se do Unibanco que iniciou sua história ainda em 1924 e idealizado pelo comerciante João Moreira Salles, cujo qual nominou a instituição primeiramente como Seção Bancária da Casa Moreira Salles.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No ano de 1933 Walther Moreira Salles, filho mais velho do patriarca, assumiu o comando da Casa Bancária Moreira Salles.

Em abril de 1967, ele teve sua primeira fusão com o Banco Agrícola Mercantil, também conhecido como Agrimer, do Rio Grande do Sul, o qual possuía uma rede de aproximadamente 120 agências.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tal fusão foi  impulsionada pelo fato de ambos os bancos terem redes bem distintas de agências, além das safras agrícolas serem em períodos distintos, ampliando as oportunidades de financiamento.

Antiga agência do Unibanco (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Antiga agência do Unibanco antes da fusão com o Banco Itaú (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

O nome finalmente foi mudado para União de Bancos Brasileiros, que na junção resulta em UNIBANCO no ano de 1975.

Sua sede foi transferida para o Rio de Janeiro, formando uma rede de 330 agências, em 10 estados brasileiros.

Naquele mesmo ano, todas as empresas do conglomerado receberam o nome Unibanco e, em 1983, o banco mudou sua matriz operacional para o Edifício Unibanco, na cidade de São Paulo.

Um dos prédios mais conhecidos, localizado ao lado do Shopping Eldorado e perto do Jockey Club.

Inovações e pioneirismo

Após isso, o Unibanco passou a se destacar no mercado financeiro brasileiro por sua inovação ao criar o Banco1.net, primeiro banco brasileiro sem agências, com transações exclusivamente via internet, telefone e caixas eletrônicos.

Ele também criou o cartão de crédito sem plástico, chamado e-Card, exclusivamente para compras via internet.

Isso sem falar nas aquisições históricas, sendo as mais conhecidas a do:

  • Banco Nacional (1995)
  • Banco Bandeirantes (2000)
Banco Unibanco foi pioneiro em transações pela internet com o Banco1.net (Foto Reprodução/Internet)
Banco Unibanco foi pioneiro em transações pela internet com o Banco1.net (Foto Reprodução/Internet)

Demissões em massa e crise

De acordo com o portal Wiki, no ano de 2004, em meio a uma crise de identidade, tendo Pedro Moreira Salles assumido sua presidência executiva, o banco acabou sofrendo fortes mudanças de marca, posicionamento e estratégias.

No meio do turbilhão foram executadas as demissões de praticamente TODOS os seus executivos com mais de 10 anos de banco e ainda sem muito critério.

Em 2005, as mudanças pareciam ter surtido resultado, refletido na valorização de suas ações na Bovespa (atual B3), onde o Unibanco alcançou aumento de cerca de 75% na sua cotação no segundo semestre de 2005, embora o sucesso vinha de uma tesouraria não muito ortodoxa.

Quando que o banco UNIBANCO se fundiu ao Itaú?

Ainda no ano de 2007, o banco ainda permanecia sob controle familiar (Moreira Salles) e sendo presidido pelo neto do fundador, Pedro Moreira Salles.

Porém, com a crise no ano posterior, em 2008, ele acabou sendo o único grande banco brasileiro com rumores de “se abater com problemas de liquidez”, mas foi alegado que tais afirmações não passavam de meras especulações.

No dia 3 de novembro de 2008, o Itaú e Unibanco finalmente anunciaram a fusão das operações financeiras, formando o Itaú Unibanco Banco Múltiplo, a maior holding financeira do hemisfério sul, e entre as vinte maiores do mundo.

No ano de 2009, a fusão foi aprovada pelo Banco Central e em 2010, foi aprovada pelo CADE.

Vale dizer que no mesmo ano foram concluídas a integração das agências que resultou na extinção da marca Unibanco pelo Itaú, chegando assim no que conhecemos do banco hoje.

Em comunicado dado em conjunto, ambas as financeiras afirmaram que a operação surgiu em momento de grandes mudanças e oportunidades no mundo, particularmente no setor financeiro:

“O novo banco consolida-se em um cenário que encontra o Brasil e o seu sistema financeiro em situação privilegiada, com enormes possibilidades de melhorar ainda mais a sua posição relativa no cenário global”

Instituição financeira se tornou o Itaú Unibanco (Foto: Divulgação)
O Unibanco após a fusão se tornou o Itaú Unibanco, nome que conhecemos até hoje (Foto Reprodução/Youtube)

Inclusive, anos após a fusão, o Itaú Unibanco ficou reconhecido como um dos maiores bancos do Brasil, conforme dados do Banco Central.

Seu valor de mercado, em julho do ano de 2019, chegou a impressionantes R$ 463,4 bilhões, de acordo com a Economatica, apenas reforça a grandiosidade dessa transação.

O mesmo levantamento destacou que o banco resultante da fusão passou a ser o 9º maior das Américas em ativos, com US$ 324,041 bilhões, aniquilando assim o Bradesco que ficou para trás nessa colocação.

Situação dos clientes:

É bom destacar que essa fusão não mudou em nada para os quase 15 milhões de clientes na época.

O único ponto negativo, pela visão de mercado, é que a concorrência acabou diminuindo, o que também diminuiu a oferta de bancos, como podem ver no vídeo abaixo:

De acordo com o Estadão, neste ano de 2024, o banco Itaú Unibanco espera que a margem com clientes cresça entre 4,5% e 7,5%  e que o resultado da tesouraria fique entre R$ 3 bilhões e R$ 5 bilhões, conforme informações do Broadcast.

🚨 Tati Machado titular do Encontro + Estrelas intocáveis da Globo + Datena fora da Band: "Não tem dinheiro"    

banco
Banco Itaú
Bradesco
Fusão de bancos
Unibanco
Lennita Lee

Autor(a):

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida.Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever.Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia e os bastidores das principais emissoras brasileiras.Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ...Atualmente escrevo notícias sobre os últimos acontecimentos do cenário econômico, bem como novidades sobre os principais benefícios e programas sociais.

Botão de fechar
Utilizamos cookies como explicado em nossa Política de Privacidade, ao continuar em nosso site você aceita tais condições.