Agora

Agora

PODE MATAR: A interdição às pressas da Anvisa de marca popular de macarrão e situação hoje (02)

Anvisa barrou marca de massas (Foto: Divulgação)
Anvisa barrou marca de macarrão (Foto: Divulgação)

Anvisa precisou barrar macarrão contaminado

Uma marca de macarrão amada por muitos brasileiros, certa vez precisou ser arrancada da prateleira pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Na ocasião, o motivo para a retirada obrigatória chocou a todos.

Segundo divulgado no Portal da Anvisa, e exposto pelo G1 em 22 de setembro do ano passado, o macarrão da marca Keishi, da Bbbr Indústria e Comércio de Macarrão com fabricação entre 25 de julho e 24 de agosto de 2022, teve que ser recolhido das prateleiras por conta da sua produção ter sido feita com uma substância tóxica.

Após inspeção da Anvisa, marca de macarrão foi arrancada dos mercados com urgência - Reprodução Internet
Após inspeção da Anvisa, marca de macarrão foi arrancada dos mercados com urgência – Reprodução Internet

Conforme divulgado pela Anvisa, a empresa usou o aditivo alimentar propilenoglicol, da marca Tecno Clean Industrial Ltda. Após uma inspeção foi identificado que a empresa adquiriu e usou a substância contaminada como ingrediente na linha de produção de suas massas.

Cabe lembrar, que no começo de setembro do ano passado, o G1 divulgou que Anvisa havia determinado o recolhimento e proibição da comercialização, distribuição, manipulação e uso de dois lotes do propilenoglicol (AD5035C22 e AD4055C21) contaminados por etilenoglicol, uma substância tóxica.

Após inspeção da Anvisa, marca de macarrão foi arrancada dos mercados com urgência - Foto Internet
Após inspeção da Anvisa, marca de macarrão foi arrancada dos mercados com urgência – Foto Internet

O QUE DISSE A EMPRESA EM COMUNICADO APÓS O OCORRIDO?

Em nota divulgada em setembro de 2022, a Keishi afirmou que sempre prezou pelo controle rigoroso da qualidade de seus produtos:

Veja também

“A Keishi sempre primou pelo controle rigoroso da qualidade de seus produtos.”, iniciou.  Neste episódio, a Anvisa proibiu a comercialização dos produtos fabricados no período de 25/jul/2022 a 24/ago/2022, com uso da suposta substância contaminada. Este lote corresponde a pouco mais de 1% do total dos produtos fabricados e vendidos pela Keishi no período”, disse.

“Em nenhum momento a Keishi desconfiou da qualidade da substância utilizada em seus produtos, pois adquiriu de boa-fé de fornecedor idôneo, com quem mantém relações comerciais de longa data, que tem nome respeitado no mercado. À Keishi mantém estreito contato com o fornecedor visando elucidar o ocorrido”, seguiu.

Keishi Macarrão (Foto: Reprodução)
Keishi Macarrão (Foto: Reprodução)

“Ao mesmo tempo, seguindo a orientação da Anvisa, a Keishi já entrou em contato com clientes visando recolher e rastrear os produtos pertencentes a este lote. Como se trata de produtos fabricados há quase 1 mês, não houve estoque a recolher e também não houve nenhum relato de danos à saúde do consumidor”, disse a empresa.

Por fim, a empresa hoje opera normalmente e segue atendendo aos padrões da Anvisa e hoje (02), ela opera normalmente: “A Keishi continua operando normalmente, oferecendo a seus clientes/consumidores produtos de qualidade com segurança que tem sido a marca registrada dos seus produtos.

🚨 Fátima Bernardes na Record + Thais Fersoza expõe farsa no BBB24 + Globo obriga Rodriguinho a se "humilhar" por Davi

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Assuntos

Quem escreve

Larisse Oliveira

Eu sou Larisse Oliveira, sou graduanda em Engenharia Ambiental, pelo Instituto Federal do Ceará. Escrevo sobre o mundo dos famosos desde 2019 e amo cobrir o mundo da televisão, em especial o Programa Silvio Santos, que é meu favorito da TV. Faço matérias aos finais de semana e atualizo o público sobre tudo que está rolando na TV e nas redes sociais dos queridinhos do momento. Email: [email protected]