Globo

Globo

“Hoje”: A proibição URGENTE da ANVISA confirmada por César Tralli no Jornal Hoje que atinge em cheio farmácias

A proibição URGENTE da ANVISA confirmada por César Tralli - Montagem: TVFOCO
A proibição URGENTE da ANVISA confirmada por César Tralli - Montagem: TVFOCO

Sem pensar duas vezes, César Tralli confirma proibição urgente da agência, que acaba atingindo até as farmácias

César Tralli, âncora do Jornal Hoje, sem dúvidas, ao longo de sua carreira de sucesso, se tornou um dos maiores comunicadores do Brasil.

Dessa forma, o jornalista fica responsável por diariamente informar os milhões de telespectadores sobre os principais fatos que acontecem no nosso país, e no mundo.

Como, por exemplo, em edição exibida no dia 20/07/2023, onde César Tralli confirmou uma proibição urgente da Anvisa, que acabou atingindo em cheio farmácias.

O que diz a determinação da Anvisa?

Como todos sabem, a Anvisa se trata de uma agência reguladora, sob a forma de autarquia de regime especial, vinculada ao Ministério da Saúde.

Com isso, César Tralli trouxe detalhes após a agência publicar uma nota técnica que proíbe a importação de cannabis in natura. Ou seja, a proibição acabou atingindo as farmácias que usam a cannabis para criar os medicamentos.

Veja também

Conforme o noticiado, a agência afirmou que não há evidências robustas da eficácia e da segurança dessas substâncias para fins medicinais e que há risco de desvio do produto para fins ilícitos.

Dito isso, César Tralli disparou: “E a Anvisa publicou hoje uma nota técnica que proíbe a importação de cannabis in Natura. Mesmo se o produto for usado por pacientes para uso medicinal“, disse o jornalista, chamando a reportagem.

Na reportagem no Jornal Hoje, mais detalhes foram dados sobre o assunto: “A partir de hoje, não serão concedidas novas autorizações para importação de cannabis na Natura, ou seja, uma planta de maconha sem nenhum tipo de processamento”, iniciou.

“A Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa informou que a justificativa para a mudança é que não há evidências sobre a eficácia e a segurança do uso da planta na forma natural e que há risco de desvios para usos não medicinais”, disse.

Que então deu mais detalhes: “Para a importação de medicamentos.com cannabis, não há alterações. Os produtos podem continuar sendo trazidos para o Brasil com autorização. Também não muda nada para a venda de medicamentos com cannabis nas farmácias, o que é permitido no país desde 2019. Com autorização médica, as autorizações que já foram concedidas vão valer por mais 2 meses”, explicou.

“De acordo com a Anvisa, o prazo é para que os pacientes que importam cannabis in Natura não sejam prejudicados. O mercado de produtos à base de cannabis medicinal deu um salto no Brasil desde 2015, quando a importação foi regulamentada. No primeiro ano, foram 850 autorizações concedidas para importar produtos com a substância. O número aumentava a cada ano. Em 2021, chegou a 40260, Em 2022, dobrou em relação ao ano anterior, foram 80413 autorizações concedidas agora em 2023”, disse a reportagem.

“Só no primeiro semestre, a Anvisa aprovou 66159 autorizações de importação. Medicamentos feitos com cannabis são usados como analgésicos, sedativos e anticonvulsivos no tratamento de doenças como Alzheimer, esclerose múltipla, epilepsia, Parkinson, esquizofrenia, dores crônicas”, finalizou.

🚨 Isabelle agora é ESCORRAÇADA + Rodriguinho CRAVA Davi traído + Susana Vieira DETONA colegas 

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Assuntos

César Tralli

Quem escreve

Bianca Rayla

Eu sou Bianca Rayla, Administradora por formação, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte- UFRN e Redatora Web por amor e vocação. Apaixonada por cobrir o mundo das celebridades desde 2018, já passei por diversos sites do mundo do entretenimento. Apaixonada por música sertaneja e uma boa fofoca, faço matérias diariamente sobre os mais diversos assuntos, com foco nos artistas da Globo , os quais tenho grande admiração. Meu e-mail é: [email protected] Minhas redes sociais são: