Celebridades

CelebridadesSBT

Luto! Estrela de A Usurpadora, do SBT, morre e deixa público desesperado com perda

Gaby Spanic em "A Usurpadora" (Foto: Divulgação/Televisa)
Gaby Spanic em “A Usurpadora” (Divulgação/Televisa)

Estrelas de A Usurpadora que já faleceram e você não ficou sabendo

Uma das novelas de maior sucesso comercial e internacional da Televisa (praticamente a TV Globo mexicana), “A Usurpadora” (1998), fez muito sucesso na tela do SBT no final dos anos 1990, além de contar com diversas reprises na emissora de Silvio Santos, sempre alcançando índices satisfatórios de audiência.

Praticamente se tornando um patrimônio nacional, “A Usurpadora” surpreendeu ao ser comprada e catalogada na plataforma de streaming da Globoplay, no fim do ano passado, despontando como um dos conteúdos mais assistidos do serviço por assinatura.

Mas para quem ama as maldades deslavadas da vilã, Paola Bracho, vivida pela atriz Gabriela Spanic, além dela se duplicar como a irmã gêmea boazinha, Paulina Martins, dando um banho de interpretação, muita gente se afeiçoou aos personagens e astros – muitos deles, figurinhas carimbadas de outras produções mexicanas – mas o que poucos sabem é, que após quase 23 anos do encerramento da produção, muitos artistas já partiram desta para melhor.

+Após morte trágica, Domingos Montagner tem vida exposta e talentos ocultos do ator vem à tona: “Palhaço”

RELEMBRE PERSONAGENS E ASTROS FALECIDOS

Quem não se recorda da vizinha de Paulina, praticamente sua segunda mãe, a Filó? Moradora do litoral pobre de Cancún, a personagem tem grande destaque na trama, ainda mais no momento que ela encontra a carta da mãe falecida de Paulina que revela o enlace de sangue com Paola. Interpretada pela veterana Maria Luisa Alcalá, que também deu vida à Malu (personagem recorrente da temporada de 1974, do seriado “Chaves”), a atriz morreu aos 72 anos, de causas naturais, em em fevereiro de 2016.

A atriz cubana, Ninón Sevilla, que deu vida à cozinheira da casa dos Bracho e amiga da Vovó Piedade, Cacilda, também já nos deixou aos 85 anos, em janeiro de 2015. A causa da morte não foi divulgada pela família. Falando da Vovó Piedade, a atriz que deu vida a matriarca da casa dos Bracho, foi interpretada pela “Dama do Tango”, Libertad Lamarque

Veja também

Libertad Lamarque foi cantora e atriz. Na época do folhetim, ela tinha seus avançados 89 anos. Mas faleceu durante a produção de “Carinha de Anjo” (2000), onde ela dava vida à Madre Superiora. Em dezembro de 2000, aos 92 anos, a inteligente e coerente Vovó Piedade nos deixou.

Maria Luisa Alcalá (Filó), Ninón Sevilla (Cacilda), Libertad Lamarque (Vovó Piedade) e Magda Guzmán (Adelina)
Maria Luisa Alcalá (Filó), Ninón Sevilla (Cacilda), Libertad Lamarque (Vovó Piedade) e Magda Guzmán (Adelina) – Reprodução/ Montagem

E falando na Vovó Piedade, sua melhor amiga, confidente e colega de segredos, Adelina, a governanta da casa dos Bracho, foi interpretada pela elegante atriz veterana, Magda Guzmán. Mas infelizmente, a atriz de cabelos charmosos e muito carisma, nos deixou aos 83 anos, em março de 2015, por consequência de um infarto.

Falando no clubinho de amigos da Vovó Piedade, um deles se destaca por tamanha fofura. Estamos falando do jardineiro Seu Chico, interpretado por Tito Guízar, um grande artista do cinema nacional mexicano. Com certeza muitos lembram dele como o avô de MariMar (1994). Seu carisma e olhos claros, conquistaram o coração dos brasileiros, mas o importante artista do cenário mexicano faleceu aos 91 anos, pouco tempo depois do fim da novela, em deembro de 1999. Tito Guízar teve como seu último trabalho o especial “Mais Além de A Ususrpadora”, também disponível no Globoplay.

Agora falando do núcleo mais empobrecido da novela, os três camelôs que salvam a vida de Carlinhos Bracho e cuidam do menino após perder a memória, se metendo numa encrenca das bravas acusados de sequestro, também já faleceram. A vovó Isabel, vivida por Silvia Derbez, morreu em abril de 2002, aos 70 anos, vítima de um câncer de pulmão. A irmã dela, Antônia Rocha, vivida pela atriz Silvia Caos, conhecida também por seu papel de Nana Calixta em “Maria do Bairro” (1995), também morreu de câncer de pulmão, aos 72 anos, em abril de 2006.

Tito Guizar (Chico), Silvia Derbez (Vovó Isabel), Silvia Caos (Antônia Rocha) e René Muñoz (Moacir)
Tito Guizar (Chico), Silvia Derbez (Vovó Isabel), Silvia Caos (Antônia Rocha) e René Muñoz (Moacir) – Reprodução/ Montagem)

O amigo e confidente das irmãs Rocha, além de um contador de histórias de pescador, o carismático Moacir, interpretado pelo conhecido René Muñoz, que também pode ser visto pelo público brasileiro como o Padre Torres de “MariMar” (1994) ou o incrível Vera Cruz de “Maria do Bairro” (1995), nos deixou precocemente, aos 62 anos, em maio de 2000, por conta de um câncer no esôfago e complicações graves nos rins e pulmão.

O mordomo requintado, Bráulio, vivido por Miguel Córcega, foi vítima de um AVC (acidente vascular cerebral), aos 78 anos, em setembro de 2008. O veterano Enrique Lizalde, conhecido no Brasil como o pai da “Chispita” (1982), também esteve em “A Usurpadora”, como o milionário Alexandre Farina, um dos casos de Paola Bracho. Devido um câncer no fígado, o astro mexicano faleceu em 2013, aos 76 anos.

Miguel Corcega (Bráulio) e Enrique Lizalde
Miguel Corcega (Bráulio) e Enrique Lizalde (Alexandre Farina) – Reprodução/ Montagem

A cantora e atriz Irán Eory, que participa especialmente em alguns momentos da trama, como a carente dona Lourdes, também ficou conhecida no país pelo seu destaque como a tia Vitória em “Maria do Bairro” (1995). Precocemente, a artista causou comoção ao partir aos 64 anos, em março de 2002, durante as gravações de “Aventuras no Tempo” (2002), sofrendo um derrame cerebral, permanecendo em coma e nunca mais despertando.

+Globo bate o martelo e decide que não irá reprisar famosa novela devido baixa qualidade e Regina Duarte

A protetora tia Abigail, vivida por Meche Barba, que se popularizou no Brasil como a querida Lupe de “Maria do Bairro” (1995), fez participações especiais em “A Usurpadora” também. Infelizmente ela nos deixou por consequência de um efisema pulmonar, aos 77 anos, em janeiro de 2000.

Irán Eory (dona Lourdes) e Meche Barba (tia Abigail)
Irán Eory (dona Lourdes) e Meche Barba (tia Abigail) – Reprodução/ Montagem)

No núcleo da prisão em que Paulina Martins é mantida, o pessoal da enfermaria do presídio também já se foi. Tanto o médico, vivido por Fernando Torres Lapham, quanto a enfermeira de cara fechada, Eulália, interpretada por Irma Torres. E aí, você se recorda de todos estes grandes astros? Fica a memória e sabemos onde encontrá-los, no Globoplay.

VÍDEO YOUTUBE: REVIRAVOLTA! RedeTV! se desespera com TV Fama e ENCONTRO tem fim DECRETADO

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários