Band

Acusado de apoiar Bolsonaro no CQC, Marcelo Tas revela se voltará a apresentar o programa na Band

Acusado de apoiar Bolsonaro no CQC, Marcelo Tas revela se voltará a apresentar o programa na Band Foto: Reprodução
Acusado de apoiar Bolsonaro no CQC, Marcelo Tas revela se voltará a apresentar o programa na Band Foto: Reprodução

Marcelo Tas participou de uma entrevista divertida no canal no YouTube de Rafael Cortez. Os dois, que eram integrantes do extinto “CQC”, na Band, relembraram o programa e Tas disse se voltaria a apresentá-lo. E não deixou de comentar as acusações de apoiar o presidente Jair Bolsonaro.

Só Toca Top estreia nova temporada neste sábado, 30, com Cláudia Leitte, Gabriel Diniz e Bell Marques

+ Após polêmicas envolvendo Sabrina Sato, Aline Riscado se revolta e dispara: “Nunca faria isso por um cargo que eu nem recebo”

+ Após separação com Débora Nascimento, José Loreto comemora aniversário sozinho e desabafa: “Ando com o filme meio queimado”

“O apresentador do ‘CQC’ não quero mais fazer”, declarou ele. “Mas e se o programa volta e falam ‘venha, Marcelo Tas’?’, quis saber Rafael.

“Mas nem se você fosse implorando até a minha mansão. Não preciso de dinheiro. Eu sempre fui muito rico”, brincou Marcelo Tas.

O apresentador Marcelo Tas aproveitou e voltou a falar dos comentários de que o programa teria ajudado a eleger Jair Bolsonaro, pois lhe dava voz nos tempos em que era deputado federal.

“O ‘CQC’ continua totalmente na mente das pessoas, isso é incrível. Acho isso ótimo, foi um programa que não marcou só o humor, mas o jornalismo. Trouxe um novo jeito de abordar a política. Acho um equivoco absoluto as pessoas acharem que o ‘CQC’ ajudou a eleger o Bolsonaro. Esquecem que ele foi eleito em 2018 e o ‘CQC’ terminou, pra mim, em 2014”, opinou Marcelo Tas.

Gabriel Diniz morre, apresentador da Band critica morte do cantor e é detonado

À frente agora do “Provocações”, substituindo Antônio Abujamra, na TV Cultura, Marcelo Tas falou qual foi a pergunta mais ousada e polêmica que fez a um entrevistado. “Foi para o Ciro Gomez, na estreia. Foi a única pergunta que vi que desarmou o cara, porque o Ciro é um entrevistado que não tem como desarmar. Como político, ele vai falando, cativando. Mas a pergunta que desmontou ele foi: ‘como é ser um símbolo sexual?’. Ele ficou tentando racionalizar sobre a pergunta. Eu disse: ‘uma dica: nós temos muita inveja de você, das mulheres que já pegou’. E ele foi desmontado”, recordou.

Veja o vídeo na íntegra:

No começo do ano, o programa de Marcelo Tas, CQC, entrou em voga depois de todo esse tempo após sua extinção.

Isso porque o perfil oficial do Twitter fez uma publicação curiosa e logo após foi apagada. No entanto, pode ser visualizada por muitos seguidores até então.

“Ai, como eu queria estar aí agora…”, dizia a primeira postagem.

Depois foi postada outra mensagem: “2019 era um ano bom pra gente voltar, hein?”, deixando os fãs do programa ressabiados.

As publicações só ficaram alguns minutos no ar, pois logo foram apagadas como dissemos.

Segundo o portal UOL, um dos 16 ex-integrantes do CQC é o administrador da conta no Twitter. A Band disse que iria investigar quem postou as informações. Com essa entrevista, podemos perceber que não seria Marcelo Tas né?

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

ANÚNCIOS

ANÚNCIOS

Comentários recentes

CONHEÇA

ASSISTA!

;