Celebridades

Adriane GalisteuCelebridades

De família humilde e batalhando muito, Adriane Galisteu atinge sucesso esbanjando talento e carisma com o público

Conheça os paços dados na carreira de Adriane Galisteu (Foto: Montagem TV Foco)
Conheça os paços dados na carreira de Adriane Galisteu (Foto: Montagem TV Foco)
Conheça os paços dados na carreira de Adriane Galisteu (Foto: Montagem TV Foco)
Conheça os paços dados na carreira de Adriane Galisteu (Foto: Montagem TV Foco)

Adriane Galisteu passou por dificuldades na infância, deu a volta por cima, se tornou uma grande modelo e após isso se consolidou na televisão como uma das melhores apresentadoras da atualidade

Atriz, apresentadora e modelo. Podemos assim descrever brevemente as profissões de Adriane Galisteu, que no auge dos seus 46 anos já está consolidada na televisão brasileira, após construiu uma imagem consolidada na mídia.

Apesar disso, se engana quem pensa que ela teve uma vida fácil e construiu tudo com um passe de mágica. A apresentadora teve uma infância difícil apesar ter descendência italiana e húngara, a prosperidade européia não esteve tão presente no início de sua vida.

A loira acabou sofrendo muito dentro de seu ambiente familiar. Adriane convivia com um pai alcoólatra e isso fez que o mesmo tivesse um infarto fulminante, em 1989. Após isso a atriz começou a trabalhar, ainda aos 15 anos, devido à dificuldades financeiras sofridas pela família. Sete anos após a morte do pai, em 1996, ela acabou perdendo também seu irmão, Alberto Galisteu Filho, vitima do vírus da AIDS, que contraiu com o uso de drogas.

Adriane Galisteu em ensaio como modelo (Foto: reprodução)
Adriane Galisteu em ensaio como modelo (Foto: reprodução)

Início de carreira

Em 1987, após já ter feito alguns trabalhos no meio publicitário, Adriane Galisteu chegou até mesmo a se aventurar no meio musical, integrando a girl band ‘Meia Soquete’, que permaneceu por dois anos. Após sair do grupo, começou oficialmente sua carreira como modelo ao assinar com a agência Ford Models, que já teve grandes nomes como Xuxa Meneghel e Paris Hilton em seu time, por exemplo.

Já em 1995 ela lançou o livro ‘Caminho das Borboletas’, onde narra seu romance com Ayrton Senna, que durou um pouco mais de 1 ano. A obra vendeu mais de 300 mil cópias ao todo, se tonou um best-seller no Brasil e já teve mais de 25 edições desde sua estréia 25 anos atrás.

Veja também

Adriane Galisteu fala sobre 25 anos da morte de Ayrton Senna (Foto: Reprodução)
Adriane Galisteu fala sobre 25 anos da morte de Ayrton Senna (Foto: Reprodução)

Carolina Dieckmann constrói carreira de sucesso como atriz e cantora, esbanja talento e inspira brasileiros

No mesmo ano iniciou-se a carreira de Adriane Galisteu como apresentadora, na rede CNT, com o programa ‘Ponto G’, que abordava temas sobre o universo feminino. Em seguida, expandido seu leque de possibilidades, ela chegou até mesmo a estrear como atriz na icônica novela ‘Xica da Silva’, da finada Rede Manchete.

Apesar de um satisfatório feedback do público e crítica, a loira disse que não voltaria a atuar, já que não foi como ela esperava. Mas tudo mudou quando a loira recebeu o convite para atuar na novela “O Tempo Não Para” da TV Globo em 2018.

Ela também já comandou um game intitulado ‘QUIZ MTV’, na MTV Brasil por dois anos, e foi a primeira apresentadora do Superpop, em 1999, quando a RedeTV! havia acabado de estrear.

A ex-modelo no programa 'É Show' da RecordTV (Foto: reprodução)
A ex-modelo no programa ‘É Show’ da RecordTV (Foto: reprodução)

Consolidação na TV, decaídas e projetos

Virando o milênio, em 2000, Adriane Galisteu mudou de casa, acabou indo para a RecordTV e viu sua carreira ir às alturas tendo o maior programa de auditório da emissora em suas mãos, chegando até mesmo a ficar em primeiro lugar na audiência com a atração, o ‘É Show’.

A apresentadora acabou ficando na emissora até 2004, quando recebeu uma proposta de Silvio Santos para ir ao SBT, ganhando quatro vezes mais do que na emissora dos bispos.  Foi então que em outubro do mesmo ano estrava o ‘Charme’, nas tardes da emissora.

Grande artista, Nanda Costa ganha o país com show de interpretação, boas músicas e composições

Apesar de tudo até o momento estar indo bem, podemos definir sua mudança de emissora como início de crise, já que o programa acabou não atingindo os índices esperados com a chegada de Adriane Galisteu na emissora, e Silvio Santos chegou até mesmo a mudar o programa de horário incríveis 18 vezes.

Após chegar até mesmo a apresentar o programa de pijama em forma de protesto, umas das vezes em que ele foi exibido no horário da madrugada, o contrato finalmente chegou ao fim, em 2008.

Na época em que esteve no canal 4, a apresentadora aproveitou para se dedicar a outros projetos tão sonhados, como o cinema e o teatro, realizando então grandes obras como as peças ‘Nunca se Sábado’, ‘O Rim e Às Favas com os Escrúpulos’ e os filmes ‘Coisa de Mulher’ e ‘Se Eu Fosse Você 2’.

A atriz no programa 'Charme' do SBT (Foto: reprodução)
Galisteu no programa ‘Charme’ do SBT (Foto: reprodução)

Novos rumos e Power Couple

Recentemente a apresentadora assinou novamente com a RecordTV, e apresentará o Power Couple  2020, substituindo assim o apresentador Gugu Liberato, que faleceu no final do ano passado. Vale lembrar ainda que esta será a primeira aparição na emissora desde 2014, quando ela apresentou especialmente algumas vezes o folhetim ‘Domingo da Gente’.

Sendo assim, apesar de ter tido altos e baixos em sua carreira, Adriane Galisteu nos mostra ter garra, força de vontade e determinação. É atualmente uma das maiores e mais talentosas artistas da televisão brasileira e está prestes a brilhar mais ainda comandando um dos maiores realitys shows do país.

Adriane Galisteu apresentará o Power Couple (Foto: reprodução)
Adriane Galisteu apresentará o Power Couple (Foto: reprodução)

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários