Ana Hickmann

Ana Hickmann implora por justiça após cunhado matar psicopata: “Dor e tortura”

Ana Hickmann
Ana Hickmann e Gustavo Corrêa (Reprodução/Instagram)

Ana Hickmann acompanhará um novo julgamento do cunhado, Gustavo Corrêa. O empresário enfrentará novamente o juiz após ter matado Rodrigo de Pádua, que invadiu e fez a apresentadora refém.

Ana Hickmann enfrentou uma situação complicada em 2016, ao ser feita refém em um quarto de hotel por um fã obcecado. A situação saiu de controle e o cunhado dela, Gustavo Corrêa, também refém matou o homem. Por isso, Gustavo foi indiciado pela morte do fã. Em um primeiro julgamento, o empresário foi inocentado, mas a decisão teve uma reviravolta e ele terá que encarar o juiz novamente.

+ Ana Maria Braga desaparece, fala de suicídio e tenta explicar o que aconteceu: “Chamar atenção”

+ Ator bonitão da Globo é flagrado em aplicativo de pegação e verdadeira orientação sexual é exposta

+ Jornal da Record estreia novo cenário e vira assunto na web, mas audiência decepciona

Nesta terça-feira, 10, o cunhado de Ana irá enfrentar novamente a justiça e a apresentadora fez um apelo. “Hoje estou aqui para pedir para todos rezarem pela minha família, rezarem pelo Gustavo. Mais uma vez enfrentamos a justiça. Precisamos de força. A fé é o que nos acalma e da força. Mais uma vez temos que reviver a dor e a tortura que passamos naquele quarto de hotel, este pesadelo parece que não tem fim. Já choramos muito. O sofrimento não tem fim”.

Na ocasião, a coragem de Gustavo foi o que salvou Ana e sua cunhada, Giovana. “Gustavo foi um herói, nos salvou. Foi Deus quem deu coragem à Gustavo para enfrentar aquele psicopata armado, que atirou contra a minha cabeça, que acabou acertando Giovana, ele que estava pronto para tirar a vida de todos que estavam naquele quarto”.

Com a abertura do inquérito, Gustavo foi julgado e inocentado. Agora, o processo foi reaberto e o empresário terá que enfrentar um novo julgamento. “O Gustavo já foi julgado e a Juíza de Minas Gerais absolveu meu irmão, legítima defesa. E agora ele está de volta para se defender. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais irá julgar o recurso da juíza que absolveu Gustavo”.

Finalizando, Ana pede orações e fala sobre a importância da Justiça. “Não somos diferentes de ninguém. Respondemos à Justiça igual a todo mundo. Mas não é possível que alguém que livrou a família de ser morta, ainda tenha que passar por isso. Todos devemos ter o direito de defender a própria vida e daqueles que amamos. Deus ilumine o Gustavo e o nosso advogado Dr. Fernando José da Costa”.

Ana Hickmann
Ana Hickmann pediu orações pelo cunhado, Gustavo Corrêa (Reprodução/Instagram)

TV Foco no Youtube

Podcast TV Foco

ANÚNCIOS

Conheça nosso Podcast

ANÚNCIOS

site statistics