BBB18

Ana Paula se desespera com possibilidade de ser eliminada com 80% no BBB18

Ana Paula no BBB18 (Foto: Reprodução)

A participante Ana Paula está apreensiva neste dia de Paredão no BBB18. Durante a manhã de hoje, ela conversou com Diego sobre o risco que corre e se mostrou preocupada com a possibilidade de ser bastante rejeitada pelo público, sendo eliminada com mais de 80% dos votos.

“Eu tenho muito medo de sair super rejeitada, sabe? Sair com 80% de rejeição. Eu vou ficar assim: ‘Ainda tem mais essa?’ Isso também me queima muito, vou fazer o que com isso? Ainda rejeitada vai ser pior ainda”, desabafou. “Você não vai sair”, disse Diego para a amiga.

Kaysar e Caruso têm briga feia e Mahmoud se revolta no BBB18

No entanto, o que ela mais teme é que Patrícia fique sozinha na casa, dizendo que a loira “não tem noção das coisas”. “Não sei nem o que vai ser dela se eu sair. Sem querer me achar, mas ela não tem noção das coisas, coitada. Ela não tem noção de nada”, disparou a morena.

SONHO DE PATRÍCIA

Patrícia está cheia dos sonhos no BBB18. Primeiro, ela sonhou com a sua família e interpretou que o significado teria sido a possível eliminação da Família Lima na noite desta terça-feira (13). Eles disputam a preferência do público com Paula e Ana Paula.

No entanto, desta vez, a cearense disse que sonhou com algo mais grave, na manhã desta terça-feira (13): “Eu sonhei que eu estava numa estrada muito escura. Que eu morria e via três caixões e um dos caixões era o meu. Uma estrada escura, preta, era muita flor”.

Saiba quanto Cleo Pires ganhou para usar look polêmico no Carnaval

Ela disse isso para Ana Paula, que contou tudo para Diego e ele comentou: “Três caixões? Bem sugestivo né?”. E sua explicação foi bastante inusitada: “A gente morre para renascer todo os dias. Que cada sono seja uma morte e que cada despertar um renascimento”.

Será que é isso mesmo? Vale lembrar que Diego, Ana Paula e Patricia formam um trio no jogo.

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

PUBLICIDADE

Comentários recentes