ADEUS: ANS comunica fim de grande plano de saúde da Unimed, milhares impactados e +9 convênios serão suspensos

04/07/2024 às 11h20

Por: Lennita Lee
Imagem PreCarregada
Unimed e + 9 planos de gigante sofrem suspensão pela ANS em 2024 e comunicado da autarquia é dado ((Foto Reprodução/Montagem/Lennita/Tv Foco/Canva/Unimed/ANS)

Plano de saúde gigante da UNIMED e mais 9 convênios de rival passaram por mudanças neste ano de 2024 e a situação impactou milhares de clientes que agora precisam saber o que irá acontecer

Ainda em abril de 2024, um dos maiores planos de saúde da Unimed acabou tendo seu fim anunciado pela própria ANS, impactando assim a vida de milhares de segurados que dele dependiam.

Trata-se da unidade Unimed-Rio, cuja qual passou a transferir todos os seus beneficiários para a Unimed Ferj (Unimed do Estado do Rio de Janeiro) ainda naquele mês.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com o portal O Globo, a ANS afirmou que a operadora mencionada possuía cerca de 452.598 beneficiários em planos de assistência médica e 33.150 beneficiários em planos exclusivamente odontológicos.

Ainda conforme exposto pela Globo, essa decisão de transferir clientes foi cravada no dia 05 de abril em uma reunião conduzida pela diretoria colegiada com o:

Continua após o Veja Também

Veja também

  • Ministério Público Federal
  • Ministério Público Estadual
  • Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro
  • Unimed do Brasil
  • Central Nacional Unimed
  • Unimed-Rio
  • Unimed Ferj.

Mais detalhes da decisão

A Unimed-Rio estava sob direção fiscal e técnica da ANS desde o ano de 2015. Segundo dito pela ANS, a Unimed-Rio continuaria com suas atividades como prestadora de serviços de saúde, deixando de atuar apenas como operadora de plano de saúde. Em reunião, ficou acordado que a unidade Ferj vai manter a rede da operadora, com a contração de todos os serviços operacionais para suportar a fase de transição de transferência de carteira ao longo de 2024.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vale lembrar que em setembro de 2023, a ANS já havia autorizada a transferência de 73 mil contratos da Unimed-Rio para Unimed Ferj. No primeiro semestre daquele mesmo ano , o prejuízo acumulado foi de R$ 840 milhões.

Segundo fontes do setor, a migração do ano passado foi considerada uma espécie de teste para a transferência anunciada dia 05 de março de 2024.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Unimed Ferj, como operadora, conta hoje com 80 mil clientes. Além disso, o sistema Unimed no Estado do Rio, com 18 operações municipais, soma cerca de 1,2 milhão de clientes.

Ainda de acordo com o O Globo, essa transferência fez parte da estratégia de reequilíbrio econômico-financeiro da cooperativa.

Mas a médica Ligia Bahia, professora da UFRJ, viu com preocupação a migração da carteira. Ela frisou a importância do consumidor se manter em alerta e citou o caso do Hospital da Unimed-Rio, na Barra da Tijuca:

” A Unimed Ferj vai arrendar o hospital, mas vai priorizar os pacientes da Unimed-Rio ou liberar para outros planos? Tudo o que foi construído pode ser desfeito”

A especialista demonstrou preocupação também com o que chamamos de efeito-dominó envolvendo outras cooperativas da Unimed.

No Rio, a Unimed da Noroeste Fluminense passou por processo semelhante. Em Minas Gerais, algumas Unimeds locais também já adotaram operação semelhante como a anunciada pela ANS na época:

“A Unimed-Rio tem uma base municipal, com atuação territorial. A tendência é piorar, pois ela perde seu caráter de ser dirigida por médicos. E agora será dirigida por quem? Ela perde seu caráter personalista e acolhedor. É grave isso, pois a decisão da ANS mostra que pode ser o fim dessa alternativa, de cooperativas. Agora, não vamos ter mais? Será que haver um efeito dominó?”

Comunicado recente da ANS sobre o ocorrido:

Agora, no último dia 02 de julho de 2024, a ANS esclareceu por meio de um novo comunicado que a transferência mencionada acima teve um ajuste técnico-atuarial das mensalidades dos planos individuais/familiares.

O ajuste de 21,1% – limitado ao percentual máximo de 20% no ano – foi autorizado a partir de maio de 2024, para coincidir com o período de vigência do reajuste anual, para todos os contratos de planos individuais/familiares transferidos.

Tal situação trata-se de uma medida extraordinária e estritamente baseada no Termo de Compromisso firmado, na tentativa de reduzir os efeitos de desequilíbrio da carteira da Unimed-Rio assumida pela Unimed Ferj”.

A operadora também se comprometeu a informar aos seus beneficiários sobre a cobrança com os devidos esclarecimentos.

Segundo o portal da própria ANS, ficou esclarecido também que os beneficiários que não desejarem permanecer na Unimed Ferj, por qualquer motivo, têm direito a realizar a portabilidade de carências, devendo apenas cumprir os requisitos dispostos na Resolução Normativa 438/2018.

A Agência disponibiliza, de forma didática e acessível, uma cartilha sobre o tema através desse link.

Já através do Guia ANS de Planos de Saúde, o beneficiário pode pesquisar opções de planos de saúde para realizar a portabilidade de carências.  

Outros 9 atingidos

Além disso, outro plano solicitou junto à ANS a suspenção de vendas de mais 9 planos médicos hospitalares.

A seguradora atingida foi a Golden Cross, cuja qual teve tal pedido autorizado pela ANS para que a partir de 22 de julho execute o processo.

Segundo o portal InfoMoney, essa suspensão não afeta nenhum dos atuais beneficiários da operadora, pois ela não cancela os contratos existentes, conforme garantido pela ANS em nota.

No início de junho, a ANS já tinha autorizado a suspensão da comercialização de 114 dos 143 produtos ativos da Golden Cross.

Dessa forma, juntando os dois pedidos de suspensão de vendas, a Golden Cross terá 20 planos ativos para comercialização, sendo três de cobertura médico-hospitalar (da segmentação referência) e 17 exclusivamente odontológicos.

Conforme comunicado da ANS, a operadora também poderá solicitar a suspensão da comercialização desses planos a qualquer momento.

No entanto, os planos da segmentação referência somente podem ter a comercialização suspensa se todos os demais planos também forem suspensos.

O que aconteceu com os clientes da Golden Cross?

Ainda de acordo com a InfoMoney, a Golden Cross informou, por meio da sua assessoria de imprensa, que esse novo pedido de suspensão tem por objetivo apenas complementar a reestruturação de seus produtos, em virtude da parceria firmada com a Amil.

Tal parceria firmou um acordo de Compartilhamento de Riscos entre a Golden Cross e a Amil, por meio do qual todo o atendimento médico passará a ser realizado por intermédio da rede credenciada Amil.

Esta mudança, prevista pela ANS, GARANTE QUE todos os direitos em contrato sejam totalmente assegurados.

A operadora ressalta ainda que todos os prazos e regras regulatórias aplicáveis estão sendo cumpridos.

Segundo o portal Rede Integrada Golden Cross , desde o dia 1º de julho de 2024, clientes Golden Cross passaram a ser atendido(a) na rede credenciada Amil.

Com isso ele tem a sua disposição uma sólida estrutura de hospitais, consultórios e serviços auxiliares de diagnóstico e tratamento, além de canais de atendimento ágeis e eficientes.

🚨 Globo arranca Ana e Poeta do ar por R$ 450M + Maju fora do Fantástico na surdina + Ratinho defende ex de Iza    

golden cross
Unimed
Unimed-RIO
Lennita Lee

Autor(a):

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida.Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever.Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia e os bastidores das principais emissoras brasileiras.Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ...Atualmente escrevo notícias sobre os últimos acontecimentos do cenário econômico, bem como novidades sobre os principais benefícios e programas sociais.

Botão de fechar
Utilizamos cookies como explicado em nossa Política de Privacidade, ao continuar em nosso site você aceita tais condições.