Record

Antes prestigiado, diretor de Os Dez Mandamentos deixa a Record pela “porta dos fundos” após 15 anos

Diretor Alexandre Avancini não renovou o seu contrato com a Record. (Foto: Divulgação/RecordTV)
Diretor Alexandre Avancini não renovou o seu contrato com a Record. (Foto: Divulgação/RecordTV)

Responsável por Os Dez Mandamentos, novela de maior sucesso da Record, Alexandre Avancini deixou a emissora após 15 anos

Filho do saudoso Walter Avancini, considerado um dos maiores diretores de novelas da história da TV brasileira, Alexandre Avancini também vinha trilhando uma carreira de sucesso na telinha, sendo responsável por alguns dos principais folhetins da história da Record até hoje, como Prova de Amor (2005), Caminhos do Coração (2007) e Os Dez Mandamentos (2016).

O prestígio do diretor entre os mandatários da Record era tamanho, que ele foi o escolhido para dirigir Nada a Perder, a trilogia de filmes que conta a história de ninguém mais ninguém menos que o bispo Edir Macedo, o proprietário da emissora.

Com Os Dez Mandamentos, Avancini chegou ao ápice da carreira, contando com um investimento nunca antes visto na televisão brasileira para produzir aquela que se tornaria a novela de maior sucesso e audiência da Record, com direito a segunda temporada, e se tornando fenômeno também em outros países ao redor do mundo.

Após o fim da novela bíblica, Avancini até emendou outro trabalho do gênero, comandando a produção de A Terra Prometida (2016/2017), que não alcançou o mesmo êxito da sua antecessora.

+ Record tenta reverter saída de Reinaldo Gottino, faz proposta irrecusável e ouve “não” de contratado da casa

+ Record bate o martelo, decreta o fim do Domingo Show de Geraldo Luís e anuncia grande contratação

O diretor não comandou novos folhetins e sofreu com algumas indefinições em relação a sua participação em futuras produções, até que ficou responsável apenas por dirigir a macrossérie Jezabel, que acabou se tornando o seu último trabalho na emissora.

Segundo informações do site da colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, o contrato de Avancini com a Record chegou ao fim no final de agosto, e não foi renovado, fazendo com que ele deixasse a emissora pela “porta dos fundos”, sem muito alarde. Já havia especulações sobre a saída do diretor da Record desde o ano passado, com as alegações de que ele desejava tocar a sua vida nos Estados Unidos.

Ainda não se sabe ao certo a razão pela qual Avancini deixou a emissora, e se a iniciativa de não renovar o contrato partiu realmente dele. Porém, é sabido que alguns profissionais importantes ligados às novelas vêm tendo sérios desentendimentos com a direção do canal, ao ponto de optarem pela sua saída. Foi o caso de Vivian Oliveira, autora de Os Dez Mandamentos, que estava irritada com as interferências de Cristiane Cardoso, filha de Edir Macedo, no texto de uma de suas novelas.

Mais recentemente, foi a vez de Gustavo Reiz, autor de Escrava Mãe e Bela Ventura, que estava escalado para escrever Gênesis, próximo folhetim bíblico da Record, mas também se desentendeu com a direção da casa e acabou deixando a emissora este ano e se transferindo para a Globo.

Avancini ainda não teve um novo trabalho anunciado, mas vale lembrar que o diretor já registra uma passagem pela Globo, onde fez parte da produção de novelas como Quatro Por Quatro, Pátria Minha, Por Amor, Suave Veneno, Uga Uga e Kubanacan, além da minissérie Presença de Anita.

TV Foco no Youtube

Podcast TV Foco

ANÚNCIO

Conheça nosso Podcast

ANÚNCIO

site statistics