Celebridades

Antônio Fagundes revela por que está afastado das novelas desde 2016

Antonio Fagundes
O ator Antônio Fagundes. (Foto: Reprodução)

O ator Antônio Fagundes é um dos mais antigos da teledramaturgia da Globo e vem surpreendendo com a decisão de seguir fora do ar na Globo, não ficando tão em evidência para o grande público. Fagundes está afastado da TV desde o término da novela Velho Chico.

OPINIÃO | Record não tem competência na produção de programas de qualidade para seus apresentadores

Em entrevista para o programa TV Fama, o ator revelou o por que de ficar tanto fora da dramaturgia global. “É até um descanso de novelas, né? Combinou. Então, deu certo!”, afirmou Fagundes, afirmando que a decisão de seguir fora das novelas tomada junto com a direção da Globo.

“É muito exaustivo para todo mundo, né? Eu fiz já mais de 30 e é bom agora fazer uma minissérie”, disse ele, que gravou Se Eu Fechar os Olhos Agora uma nova produção da Globo que só deve estrear no ano que vem.

ANTÔNIO FAGUNDES DETONA NOVELAS ATUAIS

“Houve uma interferência de linguagens, os clipes musicais, os videogames, essa velocidade que o cinema adquiriu nas últimas décadas, passou pra televisão, e acho que passou de uma forma errada. A nossa dramaturgia tenta copiar esse ritmo, e a gente perdeu em conteúdo algumas coisas”, explica ele para à revista Veja. “É claro que se você tem só 30 segundos numa cena você não consegue desenvolver nenhum pensamento sério. Se você pegar as novelas de 20 anos atrás você vê que as cenas tinham 10, 15 minutos, onde era possível você desenvolver um pensamento, era possível você aprofundar um personagem”, relata.

Roberto Justus fala sobre nova saída da Record e revela se concorrerá ao cargo de presidente do Brasil

“Você vê o ritmo do Downton Abbey, é um ritmo inglês. Só que o que acontece ali, o que tem de acontecimento… Por que a velocidade não tá no número de cortes, nem na duração da cena, a velocidade tá no que tá acontecendo com os personagens. No que tá acontecendo internamente com os personagens”, explica. “Na verdade o que me interessa numa novela, ou numa série, num livro, é essa abertura pro humano. E a abertura pro humano você só tem através do sentimento, através da emoção. Não é na rapidez da imagem, não é no número de likes que você consegue”, analisa.

“É exatamente na calma de poder olhar o outro, poder entender que o outro existe e que ele pode ser diferente de você, mas mesmo assim ele tem os mesmos problemas que você. Essa identificação só é criada se você se der tempo”, disse ele, que fez um comparativo com as produções internacionais. “As séries americanas tão fazendo o que as nossas novelas fizeram há 20 anos, eles estão novelizando as séries deles e nós estamos serializando as nossas novelas. Eu acho que era hora da gente parar pra ver que nós é que demos pros americanos o que eles estão fazendo hoje, e nós estamos perdendo”, revela.

“A gente [os atores] percebe que as coisas boas que a gente sabia fazer a gente tá perdendo mão delas, e não só em televisão, em cinema e teatro também. A dramaturgia brasileira de teatro também tá empobrecida. De cinema também, os roteiros não atingem os objetivos como a gente gostaria que atingisse”, reclama. E finaliza: “Você vê o resto do mundo todo entendendo isso, enfiando o pé no freio, indo contra a maré dessa rapidez, e dando certo, e a gente perdendo esse bonde.”

Saiba tudo o que vai acontecer sobre a nova novelas das 9 da Globo, Amor de Mãe

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Rogério Frandoloso