PERIGO!

Risco de morte e nova proibição da ANVISA: Supermercado tradicional é desmascarado por vender carne PODRE


ANVISA manda apreender toneladas de carne podre em supermercado na região do nordeste (Foto Reprodução/Montagem/Lennita/Tv Foco/Canva/ANVISA)

Supermercado é autuado após a ANVISA constatar a presença de carne e outros produtos em estado impróprio para consumo

E um supermercado tradicional, localizado na região do Nordeste, acabou sendo desmascarado após proibição da ANVISA, cuja qual constatou a presença carne podre entre outros problemas.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

De acordo com o G1, foram mais de 1,3 tonelada de carne apreendida em um hipermercado de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. 

Como muitos sabem, o consumo de alimentos nessa condição podem apresentar sérios riscos, o que faz a ANVISA determinar o recolhimento e a proibição da venda de tais produtos.

O caso foi registrado no último dia 23 de abril.

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


Tudo apreendido

Ainda de acordo com o G1, os inspetores sanitários ANVISA que realizaram a apreensão, também encontraram outros produtos considerados impróprios para o consumo.

Veja também

Essa apreensão ocorreu após interdição do açougue do estabelecimento, que havia ocorrido uma semana anterior.

Essa foi considerada a maior apreensão desse tipo de produto feito em Petrolina de uma só vez

Toda carne foi doada imediatamente para o zoológico do 72º Batalhão de Infantaria da Caatinga.

Como o nome do estabelecimento não foi revelado não teve como localizar notas oficiais ou manifestações que a rede de supermercado em questão possa ter dado.

Desfecho:

Conforme exposto pelo G1, após cumprir todas as exigências sanitárias, a Vigilância Sanitária autorizou, a reabertura do açougue que funciona no hipermercado. 

O local havia sido interditado após denúncia do Ministério do Trabalho, onde a fiscalização encontrou um ambiente em situação de insalubridade, sem condições dignas de trabalho, além do manuseio e a oferta dos produtos não seguirem as normas sanitárias.

Segundo a própria Vigilância Sanitária, os ambientes interditados só são liberados quando os empreendedores realizarem as devidas regularizações dos ambientes para que eles se enquadrem dentro das normas sanitárias apresentadas pela fiscalização.

Quais os riscos de consumir carne fora da data de validade?

Segundo o portal Meteored, a carne em decomposição tem um aumento exponencial na proliferação bacteriana.

Sendo assim, quem consome um produto em mau estado está ingerindo bactérias que podem causar graves infecções gastrointestinais.

Essas condições podem variar de leves a complexas e, em casos mais graves, pode apresentar até mesmo o risco de more.

Uma pessoa afetada por uma infecção intestinal pode sentir:

  • Dores fortes abdominais
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Diarreia em graus variados
  • Sangue nas fezes

O tempo que decorre entre o consumo de carne podre e o aparecimento dos primeiros sintomas é variável e depende se a condição se deve ao aumento da proliferação bacteriana ou às toxinas presentes na carne. 

Quando as toxinas estão presentes, a condição geralmente é perceptível em algumas horas. Mas se for por aumento na proliferação de bactérias, pode ser incubado por 24 e até 48 horas.

🚨 Davi assume uso de dinheiro doado ao RS + Globo crava desfecho do campeão + Dona Déa é DETONADA         

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Autor(a):

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida. Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia e os bastidores das principais emissoras brasileiras. Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ... Atualmente escrevo notícias sobre os últimos acontecimentos do cenário econômico, bem como novidades sobre os principais benefícios e programas sociais.