Caio Castro Celebridades

Após anunciarem casal gay na Globo, Caio Castro e Malvino Salvador são acusados de apoiar Bolsonaro e verdade vem à tona

Caio Castro e Malvino Salvador (Foto: Montagem)

Caio Castro e Malvino Salvador viverão um casal gay na próxima novela das nove da Globo, A Dona do Pedaço. Os personagens dos dois atores, a princípio, serão introduzidos ao público como heterossexuais, mas o autor da trama, Walcyr Carrasco, já está preparando uma reviravolta que irá colocar ambos em um romance proibido. Porém, alguns fãs não gostaram da novidade e acusaram os atores de apoiadores do Bolsonaro.

Segundo informações da colunista Carla Bittencourt, do jornal Extra, o personagem de Malvino, o empresário Agno, irá trair a esposa, interpretada por Deborah Evelyn, com o lutador Rock (Caio Castro), que estará em um relacionamento com Fabiana (Nathalia Dill).

+ Após 14 anos, Paulo Henrique Amorim deve deixar o Domingo Espetacular na Record

Além do casal gay protagonizado pelos dois galãs, Walcyr também irá apostar em outro personagem LGBTQI+ na novela da Globo. De acordo com a colunista, Rock terá uma irmã travesti, interpretada pela atriz Glamour Garcia. A dona do pedaço estreará em 20 de maio e será protagonizada por Juliana Paes.

Enquanto vários atores e atrizes da Globo promoveram a campanha do #EleNão no primeiro turno, na qual artistas desafiavam outros a repudiarem o candidato Jair Bolsonaro nessas eleições, outros resolveram fazer o contrário. Um deles, foi o ator, Malvino Salvador.

Muitos deles se juntaram em uma campanha inesperada, na qual não citam o candidato, mas deixam explícito a posição política a favor do PSL e contra o PT, de Fernando Haddad. O movimento convoca uns aos outros a colocarem a bandeira do brasil em suas casas e carros, dizendo que suas cores não serão alteradas.

+ Danilo Gentili: Inspirado no Lula Livre, apoiadores do humorista pedem revisão de pena após condenação

“Malvino Salvador me convocou a colocar a bandeira do Brasil na janela da minha casa. Tá aqui, Malvino, pra a gente não esquecer nunca quais são as cores da nossa bandeira, qual é a nossa bandeira e as cores do Brasil. Agora eu convoco Susana Vieira, Danilo Gentili, Vitor Fasano e Carlos Vereza”, disparou a Regina Duarte.

Já o ator da Globo, Caio Castro não demonstrou oficialmente apoio a Bolsonaro, mas os internautas nas redes sociais fizeram acusações aos atores. “Aí a novela nova vai ter Malvino Salvador e Caio Castro interpretando casal gay… 2 bolsominion fazendo casal gay”, publicou uma revoltada. “Gente o Caio Castro é Bolsominion??? Poxa q decepção :(” questionou outra.

BOLSONARO CONCEDE PASSAPORTE DIPLOMÁTICO PARA EDIR MACEDO E A ESPOSA 

Edir Macedo e Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação/Montagem)
Edir Macedo e Jair Bolsonaro; presidente deu passaporte diplomático para o líder da Universal e dono da Record
(Foto: Divulgação/Montagem)

O presidente Jair Bolsonaro concedeu passaporte diplomático para Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da Record, nesta segunda-feira (15).

Edir e sua esposa, Ester Bezerra, tiveram o “favor” atendido por Bolsonaro. “Por entender que, ao portar passaporte diplomático, seu titular poderá desempenhar de maneira mais eficiente suas atividades em prol das comunidades brasileiras no exterior”, diz a portaria assinada pelo ministro de Relações Exteriores Ernesto Araújo e publicada no Diário Oficial da União desta segunda.

+ Bolsonaro: Globo é superada por Record e SBT nos gastos do governo com publicidade

Após a repercussão da decisão do governo Bolsonaro, o Itamaraty, responsável por conceder o passaporte diplomático, divulgou uma nota sobre a renovação do documento do bispo da Universal.

“Este Ministério entende que, por ser líder da Igreja Universal do Reino de Deus, que beneficia, entre outras, comunidades brasileiras em dezenas de países, o requerente exerce atividade continuada de relevante interesse para o Brasil, que exige numerosas viagens ao exterior e justifica a emissão de passaportes diplomático em seu nome”, disse em nota.

Edir Macedo foi um dos empresários que apoiaram o presidente Bolsonaro. Em meados de setembro do ano passado, no auge da corrida presidencial, o líder religioso declarou apoio ao político do PSL.

Vale lembrar, no entanto, que o dono da Record já tem passaporte diplomático há anos, sendo concedido nos governos de Lula e Dilma Rousseff.

BOLSONARO ENVOLVIDO EM POLÊMICA

Jair Bolsonaro e Danilo Gentili (Foto: Reprodução/Montagem)
Jair Bolsonaro e Danilo Gentili
(Foto: Reprodução/Montagem)

Recentemente, Jair Bolsonaro foi duramente criticado após apoiar Danilo Gentili no caso em que o humorista do SBT foi condenado à prisão por ofensas à deputada Maria do Rosário (PT-SP).

“Me solidarizo com o apresentador e comediante Danilo Gentili ao exercer seu direito de livre expressão e sua profissão, da qual, por vezes, eu mesmo sou alvo, mas compreendo que são piadas e faz parte do jogo, algo que infelizmente vale para uns e não para outros”, escreveu Bolsonaro em seu perfil oficial no Twitter.

+ Bolsonaro: Luciana Gimenez toma vaga dos jornalistas para se encontrar com o presidente e tem atitude: “O que tá rolando?”

A mensagem de apoio do presidente a Gentili foi o suficiente para revoltar os internautas, que detonaram Bolsonaro. “Com a família que foi fuzilada pelo exército com 80 tiros, você não fala nada né!”, criticou um. “Toma vergonha na cara”, disparou outro. “Com o pai de família que foi fuzilado tu não teve solidariedade né?”, comentou outra internauta.

A postagem de Bolsonaro defendendo o apresentador do The Noite conta com pouco mais de 11 mil comentários até a publicações deste texto. Alguns apoiando a atitude do presidente, outros criticando sua postura.

Vale lembrar que o presidente também já se envolveu em polêmica com a mesma Maria do Rosário. Em 2014, Bolsonaro disse que não a estupraria porque ela não “merecia”.

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

ANÚNCIOS

ANÚNCIOS

Comentários recentes

CONHEÇA

ASSISTA!