Celebridades

Celebridades

Após comentário polêmico, situação de contratado da Globo fica complicada

Logo da Globo (Foto: Reprodução/Globo)
Globo
Apresentador André Rizek e o comentarista Juninho Pernambucano no Seleção SporTV. (Foto: Reprodução)
Apresentador André Rizek e o comentarista da Globo e SporTV Juninho Pernambucano SporTV. (Foto: Reprodução)

O TV Foco mostrou recentemente que uma opinião polêmica de um contratado da Globo deu bastante o que falar. Trata-se de um comentário feito pelo comentarista Juninho Pernambucano no SporTV, emissora fechada onde também trabalha e que é do mesmo grupo que a Globo.

O ex-jogador que fez história no Vasco disparou contra os setoristas, jornalistas que cobrem o dia-a-dia de clubes de futebol. Após insinuar que eles pertencem a uma classe inferior no jornalismo e que incentivam a violência, Juninho recebeu uma resposta ao vivo da direção da emissora, que foi lida pelo apresentador André Rizek.

+Fenômeno de audiência, O Outro Lado do Paraíso empata com Avenida Brasil

Há bons e maus profissionais em todas as categorias. Temos mais de 30 setoristas trabalhando hoje no Grupo Globo e eles recebem aqui nossa confiança e solidariedade. Muitas vezes são eles que mais sofrem com o desequilíbrio e a eventual violência dos torcedores”, dizia parte do comunicado lido ao vivo.

Por essas e outras opiniões polêmicas, não há mais quem aposte na permanência de Juninho na equipe do SporTV, como informa o jornalista Flávio Ricco. Por “falta de ambiente”, a sua permanência na emissora fechada ficou bem comprometida.

Veja também

JUNINHO RESPONDIDO AO VIVO

Juninho Pernambucano provocou mais uma polêmica por seus comentários no SporTV. Dessa vez, durante o programa Seleção da última segunda-feira (30), o comentarista falou sobre um caso recente envolvendo o jogador Diego, perseguido por parte da torcida do Flamengo, e acabou criticando os jornalistas que cobrem os clubes de futebol (conhecidos como setoristas).

“Os setoristas são muito piores hoje em dia. Eu sei que eles ganham mal, mas cada um tem o caráter que tem. Se eu sou setorista, o que eu ia fazer, tentar fazer um ótimo trabalho para tentar ir para outra etapa, subir. Parte da imprensa também tem culpa na violência, porque há um excesso de pilha. Já vi isso também de olhar para você, um jogador que é profissional, não tem formação e ganha R$ 100 mil. Tem um cara que está ali, estudou quatro anos, fez de tudo para se formar jornalista, para ser setorista e ganha mal. Talvez ele leva isso em consideração. É difícil você ganhar R$ 3 mil ou R$ 4 mil em uma sociedade e se você não for um cara fera, tem que entrevistar um cara que ganha mais e que você considera ele um ninguém”, declarou.

A fala do comentarista repercutiu negativamente, e fez a direção de jornalismo do SporTV tomar uma atitude inédita: rebater o profissional ao vivo. Ainda durante o programa, o apresentador André Rizek leu uma nota oficial emitida pelos superiores.

“É uma nota oficial redigida pela direção: ‘A opinião dos comentaristas em qualquer programa do SporTV é sagrada, e será sempre respeitada, mas não reflete necessariamente a opinião do canal. Hoje mais cedo, no Seleção, Juninho Pernambucano criticou severamente os repórteres que cobrem o dia-a-dia dos clubes, que são chamados de setoristas. O SporTV não concorda com a opinião e nem com a generalização. Há bons e maus profissionais em todas as categorias. Temos mais de 30 setoristas trabalhando hoje no Grupo Globo e eles recebem aqui nossa confiança e solidariedade. Muitas vezes são eles que mais sofre com o desequilíbrio e a eventual violência dos torcedores. Isso não quer dizer que o Juninho não tenha o direito à sua opinião, que é e continuará sendo livre. Mas é importante fazer esse registro’”, disse.

VÍDEO YOUTUBE: ⚠️ Simaria PROIBE Simone em sua casa e cantora reage

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários