Globo

Após Globo humilhar jogador com depressão, o narrador Luis Roberto quebra protocolo e implora perdão para Sidão: “pedir desculpas formalmente”

Sidão recebeu prêmio de Craque do Jogo da Globo e Casagrande não gostou nada disso (Foto: Reprodução)
Sidão recebeu prêmio de Craque do Jogo da Globo e Casagrande não gostou nada disso (Foto: Reprodução)

Neste domingo, durante o jogo do Santos contra o Vasco da Gama. Após falhar no primeiro gol da derrota do Vasco para o Santos por 3 a 0, Sidão foi alvo de uma campanha na web para receber o troféu “Craque do Jogo”, dado ao melhor jogador em campo. A entrega do objeto gerou climão com a repórter Julia Guimarães, da Globo. O narrador Luis Roberto revelou ter encontrado o goleiro Sidão após o ocorrido, Casagrande postou um pedido de desculpa nas redes sociais.

+Com a mãe internada, Ratinho é flagrado no hospital fazendo algo comovente e atitude deixa todos pasmos

A entrega do troféu, ao vivo, deixou o atleta e a repórter Julia Guimarães visivelmente constrangidos e provocou críticas que fizeram a Globo pedir desculpas. Em entrevista ao programa “Timeline Gaúcha”, da rádio Gaúcha, na manhã de hoje, Luis Roberto detalhou como foi o encontro com Sidão na noite anterior. O narrador disse ter abraçado o jogador e se desculpado em nome de toda a equipe de transmissão da partida.

“Depois do jogo, eu me encontrei com o Sidão no aeroporto, dei um abraço nele. Falei com ele, pedi desculpas em meu nome, em nome do Casagrande, do Roger, da Julia Guimarães, do Cássio Barco. Éramos nós que estávamos na transmissão. Este é um processo que envolve um grupo todo. Mas já tínhamos estabelecido algumas discussões com nossa equipe, com nossos executivos, e aí chegaram à conclusão de mudar de novo o perfil do troféu e pedir desculpas formalmente ao Sidão para tentar diminuir um pouco esse constrangimento a que ele foi submetido ontem, ao fim do jogo”, falou o narrador. Durante a conversa com os apresentadores Luciano Potter e Kelly Matos, Luis Roberto ainda admitiu ter questionado a participação do público no “Craque do Jogo”, quando o departamento digital da Globo teve a ideia de incluir a internet na votação.

+Casada com Lúcio Mauro, Claudia Rodrigues entra em desespero com a morte do ator e causa comoção: “Meu marido”

“Quando a história do ‘Craque do Jogo’ surgiu, há alguns meses, os executivos da vez determinaram que os comentaristas escolhiam dois de cada time e a votação era aberta nos últimos 15 minutos. Mas o pessoal achava que 15 minutos era muito pouco, que a interação merecia o tempo inteiro. Chegamos a ponderar que não dá para escolher craque no começo do jogo, mas enfim, foi a escolha do digital deixar isso aberto, como deve ser na internet, um território absolutamente livre”, contou.

O narrador, que também se pronunciou pela internet, sinalizou arrependimento pelo “climão” ao vivo: “Para cumprir, digamos assim, o protocolo naquele momento, naquela coisa que decide na hora, as pessoas que tomam as suas decisões entenderam que ‘beleza, entregue o troféu para ele dizendo a galera escolheu você, paciência, a votação nesse momento é soberana do povo, está aqui esse troféu’. Foi realmente constrangedor”.

Luis Roberto explicou a nova regra de eleição do “Craque do Jogo”, que devolve o voto dos comentaristas, não dá poder soberano ao público e inibe sabotagens como a que ocorreu com Sidão. Casagrande, por exemplo, chamou o troféu de “ridículo”. “São três votos, o da torcida e dos dois comentaristas. Se por acaso o jogo estiver sendo feito com um comentarista, o narrador dá o outro voto. A tendência é que seja tecnicamente escolhido o melhor em campo. De duas uma: ou a galera passa a escolher pra valer, aí o voto dela pode ser decisivo mesmo, ou continua tirando onda, brincando, dando seu voto de protesto, de manifestação, e aí não adianta, é livre, as pessoas têm liberdade para fazer o que bem entenderem, é assim que funciona a internet”, afirmou Casagrande.

+TV Cultura peita o SBT, contrata renomado ator mirim e estreia novo programa

Em fevereiro, o ‘Globo Esporte’ mostrou a luta de Sidão contra depressão no início da carreira: “Com 17 para 18 anos eu deslumbrei e comecei a ir para a noite. Gastava o dinheiro todo com bebidas e tal. Foi quando tive uma perda muito grande, que foi a morte da minha mãe. Isso me trouxe um sentimento de culpa muito grande. Tive depressão forte. Graças a Deus não tive coragem de tirar a minha própria vida, mas pensava nisso o tempo todo. Para mim, não valeria mais a pena estar no mundo com minha mãe tendo partido”, revelou o jogador que estava com uma camisa em homenagem a mãe no dia das mães.

Depois de toda a polêmica o jogador se manifestou nas redes. Veja:


Ficou chato pra emissora né? Até os jornalistas como Casagrande ficaram contra a Globo.

 

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.
;