Celebridades

CelebridadesGalvão BuenoGlobo

Após infarto, Galvão Bueno volta à Globo e narra Mundial: “Médico não falou nada de adrenalina”

Galvão Bueno
O narrador esportivo, Galvão Bueno, não atuará na Copa do Mundo de 2022 (Foto: Reprodução / TV Globo)
Depois de não poder narrar a final da Libertadores por conta de um infarto, Galvão Bueno narrará Flamengo no Mundial. Foto: Reprodução
Depois de não poder narrar a final da Libertadores por conta de um infarto, Galvão Bueno narrará Flamengo no Mundial. Foto: Reprodução

Depois de um delicado período na saúde e muitos tratamentos para se recuperar do infarto que sofreu, Galvão Bueno está de volta para narrar Flamengo no Mundial

Galvão Bueno está de volta! Menos de um mês após sofrer um infarto enquanto se preparava para narrar a final da Libertadores, em Lima, no Peru, o narrador retorna às suas atividades normais. O profissional estará em Doha, no Qatar, para narrar o jogo do Flamengo x AL-Hilal pelo Mundial de Clubes da Fifa, nesta terça-feira, 17.

Torcedor nato do Flamengo, o narrador da Globo está animado com seu retorno aos “campos”. Galvão Bueno define essa competição como “especial”, além de ter conseguido se recuperar dos problemas no coração, ele voltará a transmitir um jogo do Flamengo no Mundial de Clubes 38 anos depois de ter narrado o único título da equipe, em 1981, contra o Liverpool.

Emocionado e animadíssimo com a partida, Galvão Bueno rememorou, na semana passada, durante o programa Bem, Amigos, como foi narrar o primeiro mundial do Flamengo. “Esse [Mundial] é especial, porque em 1981 eu era um cara ainda novinho, que não tinha três meses de Globo. Confiaram no jovem ‘speaker’, que era como o doutor Roberto Marinho (1904-2003) me chamava. E lá fui eu para o Japão para transmitir Flamengo e Liverpool. Foi a primeira transmissão da Globo num Mundial Interclubes”, detalha.

Daquela época em diante, Galvão Bueno se tornou um dos maiores narradores de futebol e narrou vitórias mundiais de diversos clubes brasileiros como São Paulo, Corinthians e Internacional. Aos 69 anos, o jornalista não tem planos para se aposentar e segue como a principal voz esportiva no Brasil, mas deixa claro que pretende seguir a risca as orientações médicas para não ter problemas futuros com a saúde.

“Tenho muito orgulho do que fiz [na carreira], mas sei que cometi alguns erros e sei que cometi alguns exageros [com a saúde]. Bebendo um pouco a mais e tendo noites sem dormir. Segundo o médico, posso e devo tomar meu vinho, mas de forma moderada. E uma coisa é fundamental: baixar o nível de estresse”, falou Galvão Bueno em entrevista ao Fantástico.

Veja também

O narrador da Globo chegou em Doha, no Qatar, no último sábado, 14.  Desde que aterrizou em terras árabes, o jornalista tem postado vídeos em sua rede social. No tour, ele já visitou os jogadores do Flamengo em um hotel e fez questão de demonstrar que o coração está pronto para toda adrenalina que a partida pode lhe causar.

“Eu me agito antes de uma transmissão, sei que subo a carga de adrenalina e me sinto muitíssimo bem. O momento que eu me sinto mais tranquilo na minha vida é quando estou com os fones, com o microfone e a responsabilidade para estar falando para dezenas de milhões de pessoas. O médico não falou nada de adrenalina, ele falou de estresse”, brincou o narrador da Globo.

Galvão Bueno mostra recuperação após infarto (Foto: Reprodução/Instagram)
Galvão Bueno mostra recuperação após infarto (Foto: Reprodução/Instagram)

VÍDEO YOUTUBE: Globo se REVOLTA após ser censurada por empresário do Luva de Pedreiro

Quem escreve

Thainá Rambaldo

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, trabalho na área há cinco anos e tenho experiência em TV, rádio, agência de publicidade, redação, atendimento, assessoria de imprensa, planejamento de mídias digitais, apresentação, edição de vídeo e imagem. No TV Foco escrevo sobre TV e Famosos, faço críticas e o balanço do dia das audiências prévias da televisão.

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários