Notícias do Mundo

Após Lula se tornar elegível novamente, Eduardo Bolsonaro se manifesta e pede voto impresso em 2022

Lula: Eduardo Bolsonaro criticou José de Abreu e defendeu Gloria Perez (Foto: Reprodução)
Eduardo Bolsonaro se manifestou por meio do seu Twitter (Foto: Reprodução)

Eduardo Bolsonaro pediu voto impresso em 2022

Além de Bolsonaro, quem também se manifestou nas redes sociais após a decisão do STF de tornar Lula elegível novamente, foi o deputado federal, Eduardo Bolsonaro, do PSL-SP, filho de Jair Bolsonaro. Na oportunidade, ele contou que “pouco importa se haverá Lula” nas eleições presidenciais de 2022.

A declaração foi feita por Eduardo Bolsonaro em seu perfil no Twitter. Lula, vale dizer, se tornou elegível após o ministro Edson Fachin, do STF, suspender as condenações contra o ex-presidente no âmbito da Operação Lava Jato.

Ele considerou que a 13ª Vara Federal de Curitiba não tinha competência para julgar o petista, com isso, Lula retomou seus direitos políticos, de acordo com a Lei da Ficha Limpa.

Na sua publicação, Eduardo Bolsonaro disse que não há como “desver os escândalos” de Lula no período em que ele foi chefe do executivo.

“Não há como ‘desver’ os escândalos de corrupção durante os tempos de Lula na presidência. Limpar sua ficha só aumentará o sentimento de insatisfação da população”, disse o deputado federal em sua rede social.

Ele também disse que “pouco importa” se Lula sair como candidato a presidência em 2022 e defendeu mais uma vez a impressão do voto. “O foco da democracia tem que estar no voto impresso e auditável”, finalizou Eduardo Bolsonaro.

Participe agora do grupo do TV FOCO no Telegram e receba tudo sobre BBB - Clique aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Bruno Silva

Bruno Silva é paraibano e atua na área como redator desde 2013, sempre trazendo notícias aos leitores com muita responsabilidade.