SBT

Após morte e apresentadores com Coronavírus, SBT sofre grave denúncia e verdade assustadora dos bastidores é revelada

SBT
O apresentador do SBT, Marcelo Torres, está com o novo Coronavírus (Foto: Divulgação)

A situação dentro do SBT está cada vez mais catastrófica após novos casos de Coronavírus

O SBT está vivendo uma verdadeira crise internamente após a morte de um funcionário e a confirmação de novos casos de infetados com o Coronavírus.

O principal foco era o SBT Rio. Das 75 pessoas que formam a equipe de jornalismo da emissora carioca, 38 já foram afastadas com sintomas suspeitos do novo Coronavírus e estão aguardando o diagnóstico nos próximos dias. A situação ficou ainda mais crítica após a morte do diretor de imagens José Augusto Nascimento Silva. Ele havia denunciado a negligência do canal de Silvio Santos no combate à disseminação da Covid- 19 mas não foi ouvido.

Agora, o apresentador do SBT Brasil, Marcelo Torres, também foi afastado do comando da atração após ser diagnosticado com a Covid-19. Segundo informações do colunista Leo Dias, do UOL, alguns funcionários denunciaram que é muito provável que o jornalista tenha se contaminado dentro da emissora que fica localizada em Osasco, em São Paulo.

Em sua rede social, Marcelo Torres revelou que apresentou o SBT Brasil do último sábado já com sintomas da doença viral. “Fui fazer o jornal com a garganta raspando um pouco. Na volta, em casa tive febre baixa, uns calafrios, me mediquei e passou”, afirmou o jornalista. A confirmação da doença do jornalista deixou os funcionários do SBT em pânico e o clima nos bastidores é assustador.

Emissora está sendo acusada de manter funcionários com suspeita de coronavírus trabalhando (Foto: Reprodução)
Emissora está sendo acusada de manter funcionários com suspeita de coronavírus trabalhando (Foto: Reprodução)

Em conversa com Leo Dias, funcionário da emissora de Silvio Santos entregou detalhes do que está acontecendo.

“Só agora que decidiram testar todo mundo que teve contato com o Marcelo Torres. O SBT tentou abafar o máximo que pode… sequer nos vacinaram para o H1N1, como acontecia com todas as campanhas de vacinação promovidas pelo governo. Como só sobrou o jornalismo, o “Fofocalizando” e a parte operacional, estamos sendo tratados como cidadãos de segunda classe”, desabafou o funcionário.

“Temos pessoa do grupo de risco trabalhando com a gente: uma senhora está se tratando de um câncer e até mesmo o Carlos Nascimento, pela idade e por doença pregressa. Nos obrigam a usar máscaras, mas só dão uma máscara por dia, sendo que elas só têm validade de duas horas”, concluiu o funcionário.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Raquel Souza