Celebridades

Celebridades

Após polêmica com Jair Bolsonaro, Marina Ruy Barbosa toma atitude drástica no Twitter

Marina Ruy Barbosa e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)
Marina Ruy Barbosa e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)
Marina Ruy Barbosa e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)
Marina Ruy Barbosa e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Marina Ruy Barbosa sempre teve uma relação muito próxima com os fãs no Twitter, mas um comentário nos primeiros dias do ano acabou colocando tudo a perder e ela teve que se afastar da rede social. O motivo foi a sua “torcida” pelo governo de Jair Bolsonaro no Brasil.

Mulher de ator global é beijada por dois homens e agredida em Portugal após fugir do Brasil

Tudo começou quando a ruiva começou a fazer alguns comentários sobre a posse do político no dia 1º de janeiro. Isso foi o suficiente para que alguns seguidores passassem a vê-la como apoiadora do presidente eleito. Entre os comentários recebidos, ela chegou a ser chamada de Barbie.

Bolsonaro e Marina Ruy Barbosa (Foto: Reprodução)
Bolsonaro e Marina Ruy Barbosa (Foto: Reprodução)

Agora, diante da situação, Marina Ruy Barbosa cortou todas as interações na rede social, e desde o dia 2 de janeiro, ela limitou-se apenas a emitir um comunicado desmentindo a polêmica com Lilia Cabral nos bastidores da novela O Sétimo Guardião. Há ainda menos de cinco retweets em elogios à sua personagem.

+ Bruna Linzmeyer aparece em clima de romance com atriz global em vídeo polêmico; assista

Veja também

Na época da polêmica com Bolsonaro, Marina Ruy Barbosa havia disparado: “Nós temos que desejar e torcer sempre por um país melhor, independente de quem esteja governando”. Imediatamente, ela foi ironizada: “Poxa, galera, vocês já pensaram o quanto Marina Ruy Barbosa tem a perder com o novo governo?”.

Marina foi chamada de Barbie (Foot: Reprodução)

A atriz então agradeceu e foi informada que tratava-se de uma ironia. “Amore ele tá tirando sarro e debochando de vc ser branca, hetero, cis, e privilegiada e vir com esse discursinho raso de barbiezinha burguesa”, esclareceu a seguidora.

+ Theo Becker expõe o passado de Marcos Mion e revela tudo que a Record fez em Jesus e na Fazenda

Revoltada, Marina Ruy Barbosa foi clara e disparou: “Não é torcer pelo presidente, é torcer pelo país… e não me chame de Barbie!”. A publicação foi apagada logo em seguida.

Entre as críticas, um seguidor chegou a acusar Marina e o marido, Alexandre Negrão, de ter apoiado publicamente Jair Bolsonaro. Sem rodeios, ela disparou: “Quero que você me prove isso! Quanta mentira!”.

+ No ar em Verão 90, atriz da Globo é lésbica e foi flagrada com empregada da emissora

Todos os prints das conversas, muitas delas excluídas, você confere a seguir:

Vídeo: Reynaldo Gianecchini aparece ‘sarrando’ com vários rapazes e moças no Rio

ISABELLE DRUMMOND

No mesmo dia, Isabelle Drummond, da Globo, publicou uma foto com a bandeira do Brasil nos stories do seu perfil no Instagram. Foi o suficiente para que todo mundo interpretasse como um apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

Isabelle Drummond, Marina Ruy Barbosa e Bruna Marquezine (Foto: Reprodução)
Isabelle Drummond, Marina Ruy Barbosa e Bruna Marquezine (Foto: Reprodução)

O emoji polêmico, que tem representado o lado do político por parte dos seus eleitores, acompanhou a seguinte legenda: “A hora chegou! Feliz 2019”. Aparentemente, a frase se referia à posse de Bolsonaro neste dia 1º de janeiro.

Imediatamente, assim como Marina Ruy Barbosa, o nome de Isabelle Drummond acabou indo parar no quarto assunto mais comentado no Twitter, na noite desta terça-feira, e a maioria das opiniões eram negativas.

“Isabelle Drummond declarou apoio a bozonaro? A cuca não fez nada de errado”, ironizou um internauta, referindo-se à antiga personagem da atriz no Sitio do Picapau Amarelo. Quer saber mais? Acompanhe Lucas Medeiros no Instagram clicando aqui!

VÍDEO YOUTUBE: CANCELADOS! Fofocalizando e Raul Gil são cancelados no SBT por ordem de Silvio

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários