Celebridades

Após ser chamado de gay, Fábio Porchat revela como perdeu a virgindade e dispara: “Foi triste”

Fabio Porchat estreará novo programa no GNT. (Foto: Divulgação)
Fabio Porchat (Foto: Divulgação)

O ator e apresentador Fábio Porchat abriu sua intimidade e revelou detalhes de como foi a sua primeira vez ainda aos 15 anos de idade.

+Verão 90: Manu fica desesperada com novo relacionamento da mãe, faz alerta e o pior acontece

Fábio Porchat, que agora faz parte do Grupo Globo, revelou que foi pressionado pelos seus colegas da turma e contou como tudo aconteceu. “Eu estava no colegial, meus amigos já tinham perdido a virgindade. No puteiro, lógico. Menos eu. Decidi que também iria e a escola ficou sabendo que eu perderia a virgindade”.

+Lutando contra depressão, Whindersson Nunes busca tratamento alternativo e deixa fãs perplexos

O comediante continuou sua história e surpreendeu com os detalhes. “O lugar era meio esquisito, nem consegui escolher direito com quem seria. Ela era bem mais velha do que eu. Fomos para o quarto, deitamos em um colchão de espuma meio velho. Ela foi botando a camisinha sem nenhum carinho com aquele rapazote. Fui para cima dela, ela estava meio suada. Eu quase brochei, foi triste”, completou Fábio Porchat.

+Foto de Bruno Gagliasso na cama é divulgada, esposa não aparece e público fica em choque

Ainda na conversa com o jornal Extra, Fábio Porchat, que é casado com Nataly Mega, revelou não sentir o desejo de ter filhos. “Nunca quis ter filho. Dá um trabalho gigantesco, o mundo é um lugar horrível, as crianças morrem e são raptadas. Os adolescentes são os piores seres humanos que já existiram. Eles se drogam e destroem a sua vida. Mas, ao mesmo tempo, deve ser a coisa mais gostosa do mundo”.

Recentemente, Fábio Porchat esteve no programa Luciana By Night, da RedeTV! e abriu o jogo sobre sua saída da Record.

“Toda vez que dou entrevista querem que eu fale mal da Record. Toda emissora tem problema, não é essa a questão. Achei que o programa estava bom, a crítica falando bem, o público gostando. Eu estava super feliz, mas pensei: ‘Será que o programa vai ter mais um ano de vida? Será que eu consigo mais 250 convidados interessantes com boas histórias?'”, afirmou.

“Eu já tinha entrevistado o Ronnie Von três vezes, a Ticiane Pinheiro, cinco. [Pensei] ‘Acho que agora é a hora de parar’. Foi uma decisão artística, totalmente consciente. Saí da Record de boa. Falei ‘não quero ter um programa com audiência, que falem bem, quero dizer eu gostei”, pondera.

Fábio Porchat no Luciana By Night (Foto: Divulgação)
Fábio Porchat no Luciana By Night (Foto: Divulgação)

No bate-papo, Fábio Porchat falou sobre o humor na era do politicamente correto. “Não é ruim, ele te faz pensar. Muita gente fazia uma piada e, se alguém se ofendesse, dizia: ‘Ah, nem pensei na hora’. Não é muito ruim a gente falar uma coisa que a gente nem pensou? É melhor falar o que pensou. Em 2020 a pessoa quer lutar para fazer uma piada racista?”, questionou ele.

“Não existe isso de que fazer humor está difícil. Acho que os tempos mudaram para todo mundo. Fazer publicidade está diferente, fazer jornalismo está diferente, fazer programa de televisão… Está tudo diferente, mas a gente tem que se adaptar”, continuou.

Fábio ainda falou sobre a parceria com Tatá Werneck no programa Tudo Pela Audiência, no Multishow, entre 2014 e 2016. “A gente zoava, sacaneava e eu acho que a gente devia ter sido preso. Ela é genial, o máximo, rápida, ágil. A Tatá beijou o João Kléber de língua, cara!” Fazer o programa com ela foi sensacional”, comemorou Fábio Porchat.

O apresentador, que também é ator e está no ar na série Homens no canal Comedy Center, falou sobre o machismo. “Os homens não estão sabendo se posicionar no mundo de hoje. Todo homem é machista, eu também, claro. Lógico que não sou machista babaca que pega na bunda da mulher passando”, explicou ele, que deu um exemplo:

“Na estreia de ‘Jurassic Park’ eu ganhei uma máscara de dinossauro. Pensei em dar para o sobrinho de uma amiga minha e minha mulher falou: ‘Por que você não dá para a Nina, filha da Miá [Mello]? Ela vai amar’. Eu disse: ‘Não, isso é um brinquedo meio bruto, mais de menino’. Ela rebateu: ‘Por que é de menino?’. Respondi: ‘É, sei lá’. Realmente, fui machista”, revelou Fábio Porchat.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Raquel Souza