TV Foco

Artistas da Globo como Taís Araújo, Lulu Santos e Alice Wegman se rebelam contra Bolsonaro e presidente os chamam de idiotas

Artistas da Globo como Taís Araújo, Lulu Santos e Alice Wegman se rebelam contra Bolsonaro e presidente os chama de idiotas Foto: Reprodução
Artistas da Globo como Taís Araújo, Lulu Santos e Alice Wegman se rebelam contra Bolsonaro e presidente os chama de idiotas Foto: Reprodução

No dia em que manifestações contra cortes de verbas na educação são realizadas em todo o país, famosos da Globo como Taís Araújo, Mônica Martelli, Leandra Leal, Lulu Santos e Alice Wegman, usaram as redes sociais para manifestar apoio ao movimento contra o governo de Jair Bolsonaro.

Filho de Bolsonaro sai em defesa do pai e parte para cima de Luciano Huck

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) chamou de “idiotas úteis”, “imbecis” e “massa de manobra” manifestantes que organizam uma série de protestos contra os cortes do governo na educação básica e no ensino superior nesta quarta-feira, 15. O presidente classificou os protestos como algo “natural” e disse que “a maioria ali (na manifestação) é militante”.

Nas publicações dos famosos da Globo, alguns relembram que aprenderam a valorizar a educação convivendo com familiares professores e criticam o governo Bolsonaro pela medida que diminuiu os investimentos na área.

+Datena é ameaçado de morte, aponta arma de brinquedo, elogia Bolsonaro e debocha de bandido; confira

Em capitais como São Paulo, Belo Horizonte e Salvador, os atos contra os bloqueios do Ministério da Educação (MEC) começaram pela manhã, embora a maior parte esteja marcada para o período da tarde. Além das manifestações, algumas universidades e escolas cancelaram as aulas.

O presidente disse ainda que não gostaria que houvesse cortes na educação e disse que não teve saída. “Na verdade não existe corte, o que houve é um problema que a gente pegou o Brasil destruído economicamente, com baixa nas arrecadações, afetando a previsão de quem fez o orçamento e se não tiver esse contingenciamento eu simplesmente entro contra a lei de responsabilidade fiscal”, afirmou o presidente. “Mas eu gostaria que nada fosse contigenciado, em especial na educação.”

+Bolsonaro tem pedido negado na Justiça após Marcelo Tas fazer declarações sobre conduta do político

Ao menos 75 universidades e institutos federais do País convocaram protestos em resposta ao bloqueio de 30% dos orçamentos determinado pelo Ministério da Educação (MEC).

O presidente falou que a educação no Brasil “está deixando muito a desejar”. ” A garotada, com 15 anos de idade, na oitava série, 70% não sabe uma regra de três simples. Qual o futuro destas pessoas?”, disse o presidente, culpando o governo do PT por não ter dado “qualificação” a parte dos desempregados do País.

Bolsonaro visita Dallas em uma agenda improvisada e organizada às pressas pelo governo depois de o presidente desistir de ir à cidade de Nova York. Ele participaria do prêmio de “personalidade do ano” concedido pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos na noite de ontem, mas a homenagem foi alvo de boicotes e críticas do próprio prefeito da cidade, Bill de Blasio.

No Texas, Bolsonaro deve se encontrar com o ex-presidente George W. Bush e participar de um almoço com empresários, onde receberá formalmente o prêmio que não foi buscar em Nova York. “Estamos sendo muito bem recebidos aqui e o objetivo nosso da viagem será alcançado: aprofundar cada vez mais os laços de amizade e também de cooperação comercial com esse país que eu sempre amei desde a minha infância”, disse Bolsonaro, ao chegar nos Estados Unidos.

+Apresentador da Record demitido após fotos polêmicas serem expostas desabafa e dispara: “fui humilhado”

Um dos apoiadores do presidente gritou “arruma o Brasil que a gente volta”. A ele, Bolsonaro respondeu que o País está “bastante desarrumado”, mas que iria “arrumar”.

A atriz Taís Araújo fez um publicação na qual relembra que herdou da mãe a paixão pela educação e critica Bolsonaro.

“Principalmente pra quem convive com um educador em casa, acompanha a sua rotina de intensa entrega, dedicação e horas extras de trabalho jamais remuneradas (muitas vezes, nem reconhecidas), é impossível não ser um defensor da Educação, dos educadores, das escolas e das universidades”, escreveu a atriz da Globo.

Veja a publicação de Taís Araújo:

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Eu já falei pra vocês que herdei da minha mãe a paixão pela Educação, né? Pois é! E principalmente pra quem convive com um educador em casa, acompanha a sua rotina de intensa entrega, dedicação e horas extras de trabalho jamais remuneradas (muitas vezes, nem reconhecidas), é impossível não ser um defensor da Educação, dos educadores, das escolas e das universidades. Eu sei, a gente tem muitos problemas. Mas a produção científica na universidade não é um deles; cortar verbas não é solução. Tem muito o que melhorar, eu também concordo. Mas não melhoramos se tiramos o adubo da sociedade. Se tirarmos um terço de investimentos nas universidades, comprometemos o futuro do nosso País. E é contra essa ameaça que a gente precisa estar juntos, amanhã. Tem aula na rua ao lado dos nossos professores, das pessoas que nos formaram. Vamos todos, unidos, pela Educação.♥️ #15M

Uma publicação compartilhada por Taís Araujo (@taisdeverdade) em

“Educação é liberdade” é a frase estampada na publicação da atriz

Mônica Martelli sobre os atos de hoje contra o presidente Bolsonaro: “Desde muito cedo entendi a importância da educação e de como ela transforma vidas. Não se pode aceitar cortes na produção científica e nem nas nossas universidades. Educação não é gasto, é investimento. Investimento na construção de futuro. Nenhum país supera desigualdades e se desenvolve sem educação”, publicou.

A atriz Leandra Leal, da Globo criticou os cortes do presidente Bolsonaro e ressaltou que eles prejudicam os investimentos em educação no país. “Amanhã é aula na rua”, escreveu. Já Alice Wegman reforçou o mesmo discurso, lembrando que teve o privilégio de estudar em boas instituições e, por isso, defende que todos tenham direito a uma boa educação.

+ Ex de Roberto Carlos, Myrian Rios faz revelação íntima e diz que ainda ama o cantor

“Meus pais pagaram uma boa faculdade pra mim e pro meu irmão e um bom colégio, toda a vida. Eu tive esse privilégio. Mas de nada teria adiantado se eu não tivesse aberto a cabeça e entendido que todos precisam e devem ter direito a uma boa educação… sem cortes, sem ameaças, sem o Brasil que há hoje”, disse Alice Wegman da Globo.

Veja a publicação de Alice Wegman:

“Entre a educação e qualquer outra coisa, eu fico com a educação”, disse o cantor Lulu Santos em um vídeo no qual demonstra apoio aos manifestantes que se reúnem hoje nas ruas. No Twitter, Fernada Paes Leme, da Globo se posicionou “contra todo desmonte e desvalorização das nossas instituições de ensino”, disparou a atriz da emissora contra Bolsonaro.

 

 

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

ANÚNCIOS

ANÚNCIOS

Comentários recentes

CONHEÇA

ASSISTA!