Celebridades

Celebridades

Ator, ex-galã de Carrossel, revela ter sentido medo de perder a vida por ser gay: “O preconceito existe”

Gustavo Wabner é assumidamente homossexual (Foto: Montagem/TV Foco)
Gustavo Wabner é assumidamente homossexual (Foto: Montagem/TV Foco)
Ator Gustavo Wabner é assumidamente homossexual (Foto: Montagem/TV Foco)
Gustavo Wabner é assumidamente homossexual (Foto: Montagem/TV Foco)

Gustavo Wabner vive relação gay há cerca de 23 anos

O ator Gustavo Wabner, é lembrando até os dias de hoje pelo seu personagem na novela infantil do SBT, Carrossel, onde ele formou par romântico com a atriz Rosanne Mulholland. Em entrevista ao site gay.blog.br, ele que é casado há 23 aos com o diretor de teatro Sergio Módena, negou que tenha “saído do armário”.

+Glenda Kozlowski, ex-Globo, fecha contrato com a Band e comandará programa nas tardes de domingo

“Nunca foi segredo, muito pelo contrário. Acho engraçado quando ouço que saí do armário. Não dá pra sair de onde nunca se esteve (risos). Pra mim, ser gay é tão natural. Não passei por aquele momento de “descobrir” que eu era gay. Desde de muito pequeno já tinha consciência disso e minha família é sensacional. Cresci em um ambiente com muita liberdade e carinho, de uma forma geral. Sempre me senti protegido e tenho muito orgulho de ser gay”, contou o ator.

Veja também

Gustavo Wabner ainda garantiu que nunca teve medo de ser prejudicado de forma profissional devido a sua orientação sexual, mas que já sentiu sim, medo de perder a vida devido ao preconceito que existe e ainda é muito forte.

+Em A Fazenda 12, Biel põe vestido grudadinho e deixa “mandioca” marcada e à mostra: “Dá pra ver o tamanho certinho”

MEDO DE PERDER A VIDA

“Nunca tive medo de perder trabalho, mas já tive medo de perder a vida. E olha que eu sou um ‘gay branco, padrão de classe média'”, falou Gustavo Wabner.

“O preconceito existe, isso é evidente. E no Brasil ele anda de mãos dadas com a intolerância, por isso somos um dos países que mais assassina homossexuais no planeta. Quem mais sofre com isso são as pessoas de classes economicamente mais baixas, os negros e “as pintosas”. Eles são o pelotão de frente da comunidade LGBTQI+ abrindo caminho, conquistando um espaço importante. São os heróis e, ao mesmo tempo, as maiores vítimas. E se já percebi alguma tentativa de boicote? Olha, já sim e muito provavelmente vindo de alguém da própria comunidade, infelizmente”, lamentou o ator.

+Tiro na boca, ódio à mãe e revolta na Globo: Ana Paula Arósio voltou, mas ainda reserva mistérios assombrosos

“Uma vez enviaram uma foto minha acompanhado em uma boate gay para o departamento de elenco da emissora em que eu trabalhava. Era algo do tipo “como ele vai interpretar o galã se é gay?”. O preconceito acontece dos dois lados. Dei risada e segui tocando meu trabalho”, completou Gustavo Wabner.

Gustavo Wabner (Foto: Reprodução)

Veja agora: Apresentador galã de TV dá basta e resolve se assumir gay de vez: veja fotos   

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários