Audiência da TV

Audiências regionais mostram muitas realidades da TV brasileira

A audiência registrada em São Paulo sempre orientou o mercado publicitário para o investimento de verbas nas emissoras e nos programas. O apresentador que garante bons números na capital paulista  tem os melhores anunciantes e participa das campanhas milionárias de lançamentos de produtos e marcas. É dinheiro que entra na TV e na conta bancária do garoto propaganda, que volta para a empresa anunciante. Mas o monopólio dos números de São Paulo começa a perder força porque aos poucos a reação do telespectador em outras cidades e estados desperta o interesse dos executivos da TV e da publicidade.
As pesquisas regionais de julho de 2010 não são muito diferentes do placar nacional, com Globo (18,6) na liderança, Record (7,5) na vice-liderança consolidada e o SBT (5,9) em terceiro lugar. Os dados deixam claro onde a guerra pela segunda colocação ainda está acirrada ou já foi definida. Em Belo Horizonte, por exemplo, a Record fechou julho deste ano com 4,9 contra 4,8 do SBT. A Globo manteve-se na liderança com 19,9, a Band fechou com 2,5 e a Rede TV! com 1,2. O empate também é uma realidade em Vitória (7 a 7). Já em Salvador, de acordo com o levantamento obtido pelo “Parabólica”, a Record tem o dobro do SBT (8 X 4), a Globo 22,4, a Band 3.2 e a Rede TV! 0,1, o equivalente a traço.  Em Recife o placar é outro: SBT fechou o mês de julho deste ano com 7,2 contra 6,2 da Record. Na capital de Pernambuco a Globo marcou 22,4 de média, a Band, 3,5 e a Rede TV! 1,2. Esses números deixam claro que é fundamental o mercado da comunicação (TV e publicidade) olhar melhor para as realidades regionais e, assim, atender às necessidades do público e dos anunciantes.

Por José Armando Vanucci / Parabólica JP

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Deivison Lima

Escreve sobre Televisão desde 2008