Band Emissoras Globo TV Cultura

Band e Cultura se juntam a Globo contra Bolsonaro e massacram juntas o presidente: “Idiota”

Band, Globo e Cultura juntas contra Bolsonaro - Foto: Reprodução/Montagem
Band, Globo e Cultura juntas contra Bolsonaro – Foto: Reprodução/Montagem

A Band e a TV Cultura também se cansaram das atitudes do governo do presidente Jair Bolsonaro e se juntaram à Globo contra o político

Vem sendo muito criticada atualmente a atuação do presidente Jair Bolsonaro no combate ao Coronavírus, que deixou praticamente todo mundo de quarentena atualmente. Maior emissora do país, a Globo está no encalço do presidente, expondo todas as falas polêmicas e até panelaços contra ele em todo o Brasil. Agora, já pode contar com a ajuda das “colegas” Band e TV Cultura.

Isso porque algumas atitudes do presidente ou de seu núcleo estão incomodando também a esses canais. O primeiro a demonstrar revolta foi a Band, que não gostou nada da atitude de Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores do Brasil. Ele exigiu que a China se retratasse após críticas feitas pela embaixada do país à família Bolsonaro depois de declarações polêmicas do filho do presidente ao país.

+Irmã de Gugu se vê abandonada e sem amigos após comprar briga com Rose Miriam

+Globo ignora polêmica de assédio de Pyong e é detonada: “Do Petrix mostraram tudo”

Em editorial no Jornal da Band, palavras duras foram disparadas contra o governo. “A provocação desnecessária de um deputado irresponsável, seguida por um chanceler idiotizado, uma espécie de avesso do Barão do Rio Branco colocou o Brasil em conflito com seu maior parceiro comercial. Pura inépcia”, disparou o canal.

“Exigir, como ele exigiu, que o embaixador chinês se retratasse depois de reagir ao destempero do deputado, é uma atitude descabida, que prova a inconsciência de um diplomata despreparado […] Por quanto tempo ainda veremos um idiota ocupar a cadeira de Rio Branco, Afonso Arinos e Santiago Dantas?”, questionou a Band.

TV Cultura revoltada

Quem também não está satisfeita com as atitudes do governo é a TV Cultura. Isso porque dois deputados bolsonaristas espalharam nas redes sociais que a apresentadora do Roda Viva, Vera Magalhães, recebe 500 mil reais por mês com dinheiro público para atacar Bolsonaro e levantaram até uma hashtag no Twitter.

TV Cultura também contra o presidente Jair Bolsonaro
TV Cultura também contra o presidente Jair Bolsonaro

Também em editorial no Jornal da Cultura, o canal informou que os deputados distorceram o número e divulgaram o total de dois anos de salário. A emissora ainda divulgou que o salário de Vera é pago com dinheiro proveniente de anúncios e usou termos como “gabinete do ódio” e “milícias do presidente Bolsonaro”.

Participe agora do grupo do TV FOCO no Telegram e receba tudo sobre BBB - Clique aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Fernando Lopes

Escreve sobre televisão desde 2013.