Band TV Foco

Band ressuscita "Linha Direta" em "Tribunal na TV"

A Band estreou, recentemente, “Tribunal na TV”. Marcelo Rezende finalmente ganhou seu espaço na grade de programação da Band.

A atração tem a cara e a pegada do apresentador. A nova aposta da emissora dos Saad enfoca um caso polêmico, sob os aspectos policial e jurídico. Para ilustrar a história da vida real, ocorre uma boa dramatização (bem superior aos realizados em “Márcia”). Há também depoimentos das pessoas que estiveram envolvidas diretamente no caso.
No programa de estreia, o apresentador apresentou o episódio “Desmanche da perversão”. Homossexualidade. Sexo. Sangue. Morte. Elementos básicos de uma história que cativa a atenção do telespectador. O desfecho da história foi o que mais impressionou. Mesmo inocentados pelo júri, o casal acusado pelo assassinato morreu poucos anos depois. Um por AIDS. A ex-esposa por um AVC. Já no segundo episódio, Rezende destacou a história de uma mãe que quis matar seus dois filhos. Sem ter cumprido a pena atrás das grades, morreu anos depois em virtude de um câncer no útero.
“Tribunal na TV” nitidamente se inspira no extinto “Linha Direta”, programa que o próprio Rezende comandou na TV Globo. As dramatizações e boa edição remetem à atração do canal platinado. Só não procurou acusados e fugitivos da Justiça.
Agora, a Band construiu uma faixa muito interessante às 22 horas. Segunda, CQC. Terça, A Liga. Quarta, futebol. Quinta, Polícia 24 horas. Sexta, Tribunal na TV. Todos os programas vão ao ar em um horário que respeita o telespectador. Na guerra pela audiência, Marcelo Rezende terá um enorme desafio. Enfrenta a reprise do “Pânico na TV”, “Câmera Record” e também o filme do SBT.
Por Fabio Maksymczuk

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Deivison Lima

Escreve sobre Televisão desde 2008