BBB22

BBB22

Boninho berrando com participante, agressão e beijo revoltando: Polêmicas do BBB

Várias polêmicas marcaram a história do BBB (Foto: Reprodução / Internet)

Polêmica é o que não falta na história do BBB! Beijo que chocou, diretor dando pitaco e até mesmo acusação de agressão, por exemplo.

E como na próxima segunda-feira (17), estreia mais uma temporada do BBB e todos estão ansiosos para descobrirem quem serão os participantes da edição 22 do reality show que farão novas polêmicas.

Portanto é normal que em 21 edições surjam alguns imprevistos durante o BBB. Porém algumas polêmicas causaram dores de cabeça para a TV Globo com suspeita de estupro e até agressão.

Sendo assim, o TV Foco mostra momentos delicados do BBB, que envolveram até polícia, obrigando a TV Globo a interferir no jogo. Confira!

DIRETOR CONVENCE PARTICIPANTE A NÃO DESISTIR

Desistência de Lucas Penteado repercutiu no BBB21 (Foto: Reprodução / Internet)

O BBB21 foi um dos mais polêmicos de toda a história do reality show. Nesse sentido uma situação específica, onde teve interferência no programa, deixou o público do BBB revoltado.

Após a saída de Lucas Penteado, depois de trocar beijos com Gil do Vigor em uma festa e não aguentar a pressão de alguns colegas de confinamento, outro participante também pensou em desistir do BBB.

Veja também

Projota decidiu pedir para deixar o programa e foi convencido pela direção a permanecer. Uma gravação com a voz do diretor Boninho vazou e o trecho dizia:

“Deixa eu te falar, cara. A gente descobriu só depois que ele [Lucas] estava aí que ele tinha problema com bebida. É um moleque do bem, até a hora que ele bebe.

A suporta voz continuou: “A hora que ele bebe a coisa fica outra. Ele tá aqui, tá tranquilo, tá outra pessoa, ele já entendeu isso”, dizia a voz misteriosa.

Após ouvir essa afirmativa, atribuída supostamente como sendo do diretor do BBB, Boninho, o músico decidiu seguir na competição.

O público não perdoou e repercutiu negativamente na web essa interferência da direção do programa.

CARÍCIAS ENTRE PAI E FILHA

O beijo entre pai e filha e chocou o público (Foto: Reprodução / Internet)

No BBB18, o reality inovou e colocou uma família dentro da casa. Ayrton, Eva, Jorge e Ana Clara foram confinados na estreia do programa, onde dois teriam a oportunidade de continuar na casa e os outros dois seriam eliminados.

Dessa forma, os membros da família Lima escolhidos pelo público do BBB, foram Ayrton e Ana Clara, porém a demonstração de carinho e afeto de pai e filha provocou um rebuliço na época.

Como resultado, as manias inusitadas da família e as trocas de carinhos mais afetuosas despertaram a ira do público do BBB. Principalmente quando o pai beijava a filha constantemente.

Com o público do programa em polvorosa, o apresentador do BBB, Tiago Leifert teve que interferir na demonstração de carinhos feitas pelos participantes.

O apresentador questionou a família Lima sobre a troca de carinhos, principalmente entre pai e filha. Chamado como Papito, Ayrton se explicou:

“Beijo meus sobrinhos na boca, beijo as minhas sobrinhas na boca e não tem maldade nenhuma, é um gesto de muito carinho e de muito amor. Na minha família sempre aconteceu e vai acontecer. Vai passar de geração para geração e é normal”, minimizou.

O alerta funcionou e Ayrton diminuiu consideravelmente a troca de carinhos com a filha Ana Clara durante a participação no programa.

Pai e filha foram longe na competição e chegaram até a final, mas acabaram perdendo o BBB para Gleici Damasceno.

RELAÇÃO TÓXICA E ACUSAÇÃO DE AGRESSÃO

Marcos Harter foi acusado de agressão no BBB17 (Foto: Reprodução / Internet)

Na reta final do BBB17, o reality show da TV Globo foi parar nos noticiários policiais. O motivo seria o relacionamento tóxico vivido por Emilly Araújo e Marcos Harter, que provocou a ira do público.

Desse modo, a polícia do Rio de Janeiro instaurou inquérito e solicitou a TV Globo imagens das constantes brigas do casal.

Por causa de uma briga mais acalorada, onde Marcos Harter foi acusado de agredir, Emylly Araújo que ficou com hematomas no corpo.

Devido a isso, o médico foi expulso do BBB, logo após a morena ter uma conversa com a produção do programa sobre o ocorrido.

O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou o o participante por agressão a ex-BBB, que se tornou a vencedora da edição 17 do reality.

COMENTÁRIO PRECONCEITUOSO

Polêmica também faz o participante vencer (Foto: Reprodução / Internet)

Marcelo Dourado, foi um participante polêmico em suas participações. No BBB4 o público não compreendeu bem as suas atitudes e o eliminou.

Mas no BBB10, como resultado, ele teve mais uma oportunidade e se consagrou o campeão da edição. Mas nem com a segunda chance, o ex-BBB deixou as polêmicas de lado.

Em uma declaração ao vivo, Pedro Bial, que apresentava o BBB na época, precisou intervir. Marcelo Dourado fez um comentário preconceituoso e equivocado ao vivo.

Primeiramente, o participante falou que “heterossexuais não pegam Aids”: “Isso eu digo porque eu conversei com médicos e eles disseram isso.

Um homem transmite para outro homem, mas uma mulher não passa para o homem”. Desse modo, Pedro Bial corrigiu na hora o participante do BBB10 e chamou de “batatada”, a opinião de Dourado.

“As opiniões e batatadas emitidas pelos participantes do programa são de responsabilidade exclusiva dos participantes deste programa.

Para ter acesso a informações corretas sobre como é transmitido o vírus HIV acesse o site do Ministério da Saúde”, se pronunciou o apresentador na época.

SOBROU PARA A GLOBO

A repercussão do comentário de Marcelo Dourado foi tamanha, que a TV Globo foi obrigada pela justiça a informar quais são as formas de transmissão do vírus HIV.

Onde a omissão da emissora, seria penalizada com uma multa de R$ 1 milhão de reais, o que fez com que rapidamente a mesma cumprisse a decisão.

SUSPEITA DE ESTUPRO

O BBB12 teve acusação de estupro (Foto: Reprodução / Internet)

Uma das polêmicas mais lembradas do BBB, é sem sombra de dúvidas do caso de estupro ocorrido no BBB12.

Na época, chamado de “comportamento inadequado”, o participante Daniel Echaniz, foi expulso do programa.

Ele foi para debaixo do edredom com a gaúcha Monique Amin, após ambos ingerirem grande quantidade de álcool depois de uma festa do programa.

Afinal, como estavam na casa mais vigiada do país, a movimentação debaixo do edredom geraram burburinhos. Até pelo fato dos tais movimentos sugeriam um ato sexual.

Desse modo, ela parecia desacordada e a atitude de Daniel Echaniz foi considerada como caso de estupro. A repercussão foi tanta que estampou até o noticiário do Jornal Nacional, virando assunto em todo o Brasil.

Por fim, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro encerrou o inquérito após ouvir o depoimento de Monique, que negou ter sofrido qualquer tipo de abuso sexual no BBB.

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários