Outro Lado do Paraíso

NovelasOutro Lado do Paraíso

Beth surta e quebra tudo na casa de Clara em O Outro Lado do Paraíso

Beth se desespera (Foto: Reprodução)
Beth se desespera em O Outro Lado do Paraíso (Foto: Reprodução)

Conforme já antecipamos em primeira mão aqui no TV Foco, a personagem Beth (Gloria Pires) terá o seu vício em bebida alcoólica revelado na novela O Outro Lado do Paraíso e, diante disso, será impedida de salvar a vida de sua própria filha, Adriana (Julia Dalavia), nos próximos capítulos.

+ Empregada Janete ajuda Renato a tirar tudo de Clara em O Outro Lado do Paraíso

“O exame de sangue acusou níveis irregulares de ureia e creatinina”, dirá o doutor. “Como assim? Mas eu sou compatível. É de minha filha que se trata!”, se altera Beth. “Infelizmente a senhora não pode doar seu rim”, revela. “Eu não entendo…meus exames…afinal, o que esses resultados querem dizer?”, pergunta.

“Apesar de compatível, nós verificamos alterações no seu fígado. Alterações que impedem a senhora de ser doadora. Dona Elizabeth, a senhora bebe!”, finaliza ele, deixando a mãe de Clara (Bianca Bin) arrasada. “Eu só bebo eventualmente”, mente ela, que será confrontada pelo médico.

“Estamos falando de um assunto muito sério. Por favor, diga a verdade. Eu tenho experiência suficiente pra saber que bebe, com frequência, há anos. Seu fígado está em péssimas condições. Tem um princípio de cirrose”, revela ele, e ela insiste em doar seu rim para a filha mesmo assim.

Veja também

“Não podemos aceitar a senhora como doadora, porque não tem condições de passar pelo pós-operatório. Depois da retirada do rim, o doador passa a tomar medicações intensivas”, explica. “Mas…e a minha filha, a Dri?”, questiona. “Terá que contar com a sorte. Esperar na fila de doação”, finaliza o doutor.

Ciente de que essa poderá ser a sentença de morte da filha, Beth entra em desespero e corre para casa, entrando em silêncio com o motorista. Em seguida, ela olha para a garrafa e atira contra a parede. A personagem se descontrola, corre até a cozinha, pega mais uma garrafa de bebida e atira.

A empregada Janete ouve tudo e se desespera com a situação. “Dona Bete, que a senhora tá fazendo?”, pergunta, enquanto ela pega todas as garrafas do armário e quebra todas elas. “Dona Bete, vai se machucar”, grita Janete, que liga para Clara imediatamente e fala: “Clara, socorro, é a tua mãe”.

Beth continua quebrando todas as garrafas e chora em meio aos cacos, quando entram Radu, Clara e Patrick, todos em choque. Renan entra em seguida e pergunta o que aconteceu. “O que houve ainda preciso entender. Minha mãe
acaba de quebrar todas as garrafas desta casa”, lamenta Clara.

+ Em entrevista na Record, após demissão da Globo, William Waack desabafa e fala de comentário racista

“Explique. Mãe, você também. Diga o que está acontecendo. Eu não entendo esse ataque”, pedirá. “Eu também acho que sei o que é. Só não tenho certeza do motivo. Embora possa supor”, responde Patrick. Beth então conta que foi ao hospital e que não poderia doar seu rim para Adriana por causa da bebida.

“Bete, sinceramente, é melhor você se explicar”, dirá Patrick. “Explicar o quê? O que vocês sabem que eu não sei?”, questiona Clara. “Eu bebo, Clara. Eu bebo. Ou melhor, bebia”, revela. “Sei que sim, mas não muito, não é? Às vezes percebia alguma coisa no seu hálito. Mas…é sério?”, pergunta a filha.

“Desde que passei por morta comecei a beber. Tive fases em que bebia mais, em que bebia menos. Mas sempre, sempre tomava o meu gim. Ele sabia”, dirá ela sobre Patrick, que é confrontado por Clara. “Eu descobri. Aconselhei sua mãe a parar. Mas ela não me ouviu”, explica.

Clara (Bianca Bin) em O Outro Lado do Paraíso (Foto: Divulgação)

“Eu não conseguia ouvir! Passei a sofrer tanto, tanto, com a rejeição da Dri, com o fato dela não querer me ver, que bebi, bebi. Bebi todo esse tempo”, conta. “Pelo que entendi, ainda posso me tratar. Mas não posso ser doadora, não posso doar meu rim para minha própria filha. O médico diz que eu não resistiria aos medicamentos”, lamenta.

“Eu não sou boa, Clara. Eu não sou boa para minha própria filha”, chora, e Clara reage: “Mãe, você fez o que pôde”. “Eu podia ter parado. Mas eu olho para uma garrafa e sinto a garganta seca. Fico sem beber e minhas mãos tremem. Não posso suportar ficar sem beber”, conta.

“Eu cheguei em casa, quebrei todas as garrafas porque sei que enquanto houver bebida, eu não vou resistir. Mesmo agora, que estou com o coração despedaçado por não poder doar meu rim, sinto vontade de mais uma dose. Mais uma, mais uma”, diz ela, arrasada, que finaliza: “É por minha culpa que minha filha vai morrer. Por minha culpa!”.

A cena vai ao ar no dia 30 de março.

VÍDEO YOUTUBE: Urgente: WILLIAM Bonner se DEMITE da Globo + Juliette pisada e TRAÍDA + Morte brutal em PANTANAL

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários