Celebridades Globo

Bolsonaro, após xingar a Globo, intervém nos direitos de futebol e emissora sofre grave consequência crucial: “lixo”

Bolsonaro voltou a atacar a Globo (Foto: Divulgação)
Bolsonaro voltou a atacar a Globo (Foto: Divulgação)

Bolsonaro voltou a causar como novas medidas para transmissão do futebol e Globo se preocupa

Nesta quinta- feira, 18 de junho, o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) promoveu uma alteração no artigo 42 da chamada Lei Pelé (lei 9.615/1998) e pode acabar deixando a Globo sem futebol.

De acordo com a nova medida provisória, que tem até 120 dias para ser aprovada pelo Congresso e virar lei, o time mandante da partida, aquele que joga em casa, terá o poder de decidir o local de transmissão.

+Antonia Fontenelle escancara possível traição, joga nome de Eduardo Costa na roda e diz tudo: “foi chifre mesmo”

“Pertence à entidade de prática desportiva mandante o direito de arena sobre o espetáculo desportivo, consistente na prerrogativa exclusiva de negociar, autorizar ou proibir a captação, a fixação, a emissão, a transmissão, a retransmissão ou a reprodução de imagens, por qualquer meio ou processo, do espetáculo desportivo”, diz o texto da Medida Provisória.

Dessa forma, o time de futebol praticamente escolhe pra qual emissora deve vender o seu jogo. No caso do Flamengo, time que ainda não fechou com a Globo, principal emissora do país, poderá vender os seus jogos para outros canais de televisão durante o Campeonato Carioca, mesmo a Globo tendo contrato com os demais times do campeonato.

+Record tem lista bombástica da Fazenda 12 viralizada e promove encontro de Najila e Tiago Ramos: “Corja do Neymar”

Vale lembrar que os jogos do Flamengo eram os de maior audiência na Globo, mas esse ano o time e a emissora carioca ainda não tinham conseguido fechar contrato.

Apesar da insistência da emissora, as coisas vão mudar daqui pra frente e a maior prejudicada com a nova medida provisória é a Globo.

O Globo Esporte chegou a divulgar a matéria, mas logo voltou atrás e apagou o conteúdo. É preciso deixar claro que a medida só vale por 120 dias. Se o Congresso não aceitar, ela deixa de valer e não se torna lei. Mas até lá, a Globo deve perder milhões de reais sem a transmissão de alguns jogos importantes.

William Bonner no Jornal Nacional e Jair Bolsonaro; presidente vem travando guerra com a Globo por causa do coronavírus (Foto: Reprodução/Globo/Montagem)
William Bonner no Jornal Nacional e Jair Bolsonaro; presidente vem travando guerra com a Globo por causa do coronavírus (Foto: Reprodução/Globo/Montagem)

Vale lembrar que a guerra entre o presidente e a emissora é antiga

Em entrevista para alguns jornalistas, Jair Bolsonaro voltou ameaçar a Globo de retirar a concessão dada a emissora em 2002. Deixando o Palácio da Alvorada, Bolsonaro não se conteve e fez duras críticas para a emissora que ele considera ser a mais nova rival do seu governo.

+Escândalo doloroso com Susana Vieira, rejeição e guerra com Leonardo: Sandro Pedroso vai ao fundo do poço após fim

O ex membro do PSL ameaçou não renovar a concessão dada ao canal em 2002. “Não vou dar dinheiro para vocês. Globo, não tem dinheiro para vocês. Em 2022… Não é ameaça não. Assim como faço para todo mundo, vai ter que estar direitinho a contabilidade, para que você [Globo] possa ter sua concessão renovada. Se não tiver tudo certo, não renovo a de vocês nem a de ninguém”, disse o atual presidente.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Aloizio Júnior

Aloizio Júnior ingressou na faculdade de Direito, mas é encantado por Medicina e hoje em dia é um vestibulando. Falar sobre TV sempre foi um hobby e faz isso desde 2008. Atento sobre todas as novidades no mundo da TV, entrou para a equipe do TV Foco em agosto de 2012.