Globo

Globo

Bolsonaro faz parceria inesperada com a Record para barrar debate da Globo, diz colunista

Edir Macedo e Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação/Montagem)
Edir Macedo e Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação/Montagem)
Edir Macedo e Jair Bolsonaro x Globo (Foto: Divulgação)

A Globo exibirá logo mais, após a novela Segundo Sol, o último debate entre os candidatos Alvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT), Fernando Haddad (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e Marina Silva (Rede), que disputam as eleições presidenciais com Jair Bolsonaro (PSL).

Ator que beijou outro homem na boca surpreende com revelação

Conforme já noticiamos, Jair decidiu não participar do evento junto aos demais, alegando ordens médicas, no entanto, de acordo com o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, ele gravou uma entrevista exclusiva com a Record, cujo objetivo é enfrentar o debate da concorrência e atrair para si todas as atenções do público no horário.

Ana Maria Braga opina sobre política e é detonada pelos internautas

Aparentemente, foi uma espécie de “parceria”, que será favorável para ambos os lados. Surpreendentemente, o proprietário da Record, o bispo Edir Macedo, declarou apoiar Jair Bolsonaro nas eleições deste ano, assim como havia apoiado Dilma Rousseff em 2014.

Veja também

Ator de Apocalipse volta ao Plim Plim e entra em Segundo Sol

Vale lembrar que a decisão de não comparecer ao debate da Globo, foi tomada nesta quarta-feira (3), diante de uma “proibição” que, teoricamente, partiu do cirurgião Antônio Macedo. Ele afirmou ter vetado a sua participação no evento que será realizado nos Estúdios Globo.

Bolsonaro na Globo (Foto: Reprodução)

+ Valentim flagra sexo selvagem e escorraça Rosa: “Vagabunda maldita”

Esse será o último debate entre quase todos os demais candidatos, menos ele e alguns que não ou pouco pontuam nas pesquisas.

Luzia é feita de trouxa e se apaixona pela falsa filha: “Tão parecida comigo”

A decisão, todavia, vem causando controvérsias nas redes sociais, já que Bolsonaro havia sido liberado para participar do debate da Record no último domingo.

+ Segundo Sol: Rosa vira comparsa de Luzia, se vinga, e vida do bebê é ameaçada

Segundo o médico, o político precisará ficar em repouso entre sete e dez dias, com uma nova avaliação marcada apenas para a semana que vem, após o primeiro turno das eleições.

Embate entre Jair Bolsonaro e Marina Silva no 3º bloco foi maior destaque do debate da RedeTV! (Foto: Reprodução/RedeTV!)
Embate entre Jair Bolsonaro e Marina Silva na RedeTV! (Foto: Reprodução/RedeTV!)

Vale lembrar que o candidato Ciro Gomes, que estagnou nas pesquisas e está com a sua presença confirmada na Globo, já havia ironizado a ausência de Bolsonaro no debate da Record.

+ O Tempo Não Para: Marocas descobre que Dom Sabino é um criminoso

Na ocasião, ele havia insinuado que o concorrente não compareceria ao debate de quinta-feira, sugerindo que o opositor apelasse para um “falso atestado médico de repouso”. Será que Jair acatou a ideia?

Global é casada, pega outros homens e detalhes vêm à tona

Nas redes sociais, o público insinua que trata-se de uma estratégia, já que o seu “sumiço” e a falta de exposição na mídia vem fazendo com que o seu nome avance nas pesquisas.

ATAQUES CONTRA ANITTA

Anitta está enfrentando o que vários artistas temiam ao se posicionar contra o candidato Jair Bolsonaro.

+ Ator que beijou rapaz em Malhação surpreende com revelação

Desde que gravou um vídeo se mostrando a favor do movimento #EleNao, a cantora vem sofrendo ataques por parte dos eleitores do presidenciável nas redes sociais e isso vem influenciando negativamente na sua carreira.

Bolsonaro e Anitta (Foto: Reprodução)

+ Ana Maria Braga opina sobre política e é detonada pelos internautas

O motivo, conforme apontado pelo colunista Ricardo Feltrin, é a grande quantidade de “deslikes” em seus vídeos no YouTube.

Para completar, tanto os patrocinadores da artista quando as empresas que contam com a sua imagem nas campanhas publicitárias também estão sendo atacados por essas mesmas pessoas.

O Tempo Não Para: Marocas descobre que Dom Sabino é um criminoso

Os militantes do político montaram uma verdadeira “operação” de guerra contra Anitta, que em menos de dez dias, teve todo o conteúdo relacionado ao seu nome no YouTube prejudicados.

Anitta cedeu à pressão de fãs e aderiu à campanha contra Bolsonaro. (Foto: Montagem/Divulgação)
Anitta cedeu à pressão de fãs e aderiu à campanha contra Bolsonaro. (Foto: Montagem/Divulgação)

Além das negativações, há milhares de comentários de ataques incontroláveis, com mensagens agressivas e até ameaçadoras.

+ Segundo Sol: Rosa vira comparsa de Luzia, se vinga, e vida do bebê é ameaçada

Esse está sendo o preço pago pela cantora por demonstrar seu apoio ao público LGBT, que chegou a promover acusações e ameaças de boicote até o dia em que ela se posicionou.

+ Ator que beijou rapaz em Malhação surpreende com revelação

Os clipes de Anitta agora, desde os mais antigos até os mais recentes, já beiram a casa das 60 mil negativações em apenas sete dias.

Anitta e Bolsonaro. (Foto: Reprodução)

Sua equipe precisou desativar os comentários do seu perfil no Instagram, devido os grupos ameaçadores. Um dos textos desses grupos você confere a seguir:

+ Ator de Apocalipse volta ao Plim Plim e entra em Segundo Sol

“Galera, esta ideia partiu de outro grupo que participo… Os artistas não podem nos representar, e uma forma de calar eles (sic) a partir de agora é influenciar em suas vidas e contratos que possuem milionários.. Este daqui (segue link) é um vídeo da Anitta da Claro.

+ Ator que beijou outro homem na boca surpreende com revelação

Fica muito claro que se a gente negativar o vídeo como foi que nos fizeram do Mito a tendência são eles perderem seus contratos com patrocinadores como este daí… Peço que repassem ao máximo para seus grupos de amigos… Vamos buscar mexer na vida deles para perceberem o que passamos. Desafio negativar geral… começando por ela.”

VÍDEO YOUTUBE: Vaza causa da morte de Jô Soares que família queria esconder

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários