Record

Record

Bolsonaro abre os cofres do governo e gasta milhões em novela da Record TV; entenda

O presidente Jair Bolsonaro e Edir Macedo, dono da Record TV - Foto: Reprodução
O presidente Jair Bolsonaro e Edir Macedo, dono da Record TV – Foto: Reprodução

Bolsonaro é um grande aliado da Record TV

Cada vez mais próximo do dia das eleições presidenciais que decidirão quem vai governar o Brasil, Jair Bolsonaro segue firme e forte na disputa para reeleição. O presidente, que é inegavelmente rival da Globo, parece ter um acordo mais que especial com a Record TV.

De acordo com as informações do site GerouBuzz, o mandatário investe nas novelas da emissora de Edir Macedo e não pretende deixar de fazer isso tão cedo. Acontece que a TV Brasil, que faz parte da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), destacou que a audiência das últimas compras do governo são excelentes.

O fato é que enquanto a Record TV comprou os direitos autorais de Moisés por R$ 3,2 milhões, a televisão pública do Poder Executivo Brasileiro, adquiriu A Escrava Isaura pelo valor de R$ 1.868.522,39 milhão, com estreia já nesta quarta-feira (12).

Vale destacar que a novela foi adquirida pela TV Brasil após a repercussão positiva de Os Dez Mandamentos, obra que elevou a audiência do canal.

Em meio às compras, o Diário Oficial da União divulgou o acordo fechado entre a EBC e a emissora de Edir Macedo, rede que é aliada de Bolsonaro. Segundo o mesmo site, o atual Governo já desembolsou mais de R$ 5 milhões para a Record, porém, tudo não passa de rumores.

Veja também

Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação)
Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação)

 

Quem escreve

Kelves Araújo

Kelves Araújo, cearense, é redator do TV Foco desde 2019, responsável por cobrir o mundo das celebridades internacionais no site.

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários