Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro

Bolsonaro se descontrola e agride jornalista da Globo em público: “Cala boca, seu canalha, fala agora”

Jair Bolsonaro agrediu verbalmente jornalista da Globo durante entrevista (Foto: Reprodução)
Jair Bolsonaro agrediu verbalmente jornalista da Globo durante entrevista (Foto: Reprodução)

Bolsonaro desmoralizou jornalista da Globo durante entrevista com agressão verbal

O presidente Bolsonaro, nesta segunda-feira (21), agrediu verbalmente uma repórter da afiliada da Globo em São Paulo, a TV Vanguarda. Irritado, o presidente mandou a jornalista “calar a boca” e afirmou que a Globo faz um “jornalismo canalha”. Após ter sido questionado sobre o uso de máscara e sobre a multa recebida por não utilizar o item durante passeio de moto em São Paulo.

“Estou sem máscara em Guaratinguetá, tá feliz agora? Essa Globo é uma merda de imprensa. Vocês são uma porcaria de imprensa. Cala a boca. Vocês são uns canalhas. Vocês fazem um jornalismo canalha, canalha, que não ajuda em nada. Vocês não ajudam em nada, vocês destroem a família brasileira, destroem a religião brasileira, vocês não prestam. A Rede Globo não presta, é um péssimo órgão de informação”, disparou Bolsonaro após ter participado da formatura de sargentos em Guaratinguetá, interior de São Paulo.

Durante a entrevista à imprensa, Bolsonaro acabou retirando a máscara de proteção que utilizava. O item, vale destacar, é recomendado como medidas sanitárias contra o novo coronavírus. Em manifestação de apoio ao presidente, a deputada Carla Zambelli, do PSL de São Paulo, também retirou a máscara que utilizava.

Bolsonaro durante entrevista polêmica (Foto: Reprodução)
Bolsonaro durante entrevista polêmica (Foto: Reprodução)

“Eu chego como eu quiser, onde eu quiser, tá certo, eu cuido da minha vida. Se você não quiser usar máscara, você não usa. Agora, tudo o que eu falei, infelizmente para vocês, deu certo: tratamento precoce salvou a minha vida, mais 200 pessoas no meu prédio, muitos jornalistas falam reservadamente que usaram hidroxicloroquina, que usaram ivermectiva, por que vocês não admitem isso?”, disparou o político.

MORTES PELA COVID

Ele ainda foi questionado sobre as 500 mil mortes causadas pela covid-19 no país e voltou a defender o tratamento precoce contra a doença. “Lamento todos os óbitos, lamento muito. Qualquer óbito é uma dor na família. O governo federal teve coragem de falar em tratamento precoce”, disse ele. O político ainda repetiu que é a “prova viva” de que o tratamento precoce funciona.

Veja também

Veja o momento polêmico no vídeo a seguir!

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por TV Foco (@tvfoco)

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Assuntos

Bolsonaro

Quem escreve

Bruno Silva

Bruno Silva é paraibano e atua na área como redator desde 2013, sempre trazendo notícias aos leitores com muita responsabilidade.

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários