Calendário de pagamentos do Bolsa Família: prazos atualizados

24/06/2023 às 18h10

Por: Carol Provazi
Imagem PreCarregada
Bolsa família (Foto: Divulgação/Governo Federal)

O Bolsa Família é um programa social de transferência direta de renda implementado pelo governo brasileiro. Seu principal objetivo é combater a pobreza e a extrema pobreza, garantindo que as famílias em situação de vulnerabilidade tenham condições básicas de sobrevivência e acesso a serviços essenciais.

Siga o Tv Foco no Telegram

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

Qual é o calendário de pagamentos do Bolsa Família?

É possível acompanhar as principais informações sobre o cartão e o saque do benefício por meio do aplicativo do programa, desenvolvido pela Caixa, o Caixa Tem. Esse aplicativo está disponível para download gratuito nas lojas virtuais, como a App Store (para dispositivos iOS) e o Google Play (para dispositivos Android).

Através do aplicativo, os beneficiários têm acesso a funcionalidades como consulta de saldo, calendário de pagamento, extrato de movimentações e outras informações relevantes para a gestão do benefício.

Além do aplicativo, o número 111 é o Canal de Atendimento ao Cidadão da Caixa Econômica Federal, onde também é possível obter informações sobre o cartão e o saque do benefício do Bolsa Família.

Siga o Tv Foco no WhatsApp

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


Por meio desse canal, os beneficiários podem esclarecer dúvidas, fazer consultas e buscar orientações relacionadas ao programa.

Veja também

Essas informações também podem ser obtidas de forma direta pela Internet, no site oficial da Caixa Econômica Federal.

Calendários de pagamento do Bolsa Família oficial atualizado

Calendário de pagamento do Bolsa Família em 2023 (Foto: Reprodução/Ministério da Cidadania)
Calendário de pagamento do Bolsa Família em 2023 (Foto: Reprodução/Ministério da Cidadania)

Como receber o Bolsa Família?

Veja algumas maneiras de realizar o saque das parcelas do programa Bolsa Família. Entenda também a diferença entre essas opções e como cada um funciona.

A maioria dos beneficiários, independentemente de possuírem ou não o cartão, opta por utilizar uma das lotéricas presentes em todo o país para realizar o saque do Bolsa Família. Ao utilizar o cartão, basta apresentá-lo durante o atendimento e inserir a senha correspondente.

Por motivos de segurança, quando o saque é realizado sem o cartão, o programa exige que o titular siga algumas etapas adicionais. Primeiramente, é necessário utilizar o aplicativo Caixa Tem, disponível para dispositivos Android e iOS. Após fazer o login com o CPF, é preciso abrir o aplicativo e selecionar a opção “saque sem cartão”. Em seguida, o beneficiário deve gerar um código de saque, que é válido por apenas uma hora. É importante anotar esse código.

No aplicativo, o usuário informa o valor que deseja sacar e digita a sua senha. Ao comparecer à lotérica, o beneficiário deve apresentar o código anotado e o documento de identificação para efetuar o saque do Bolsa Família.

Uma alternativa adicional, embora menos conveniente, é realizar o saque diretamente no guichê de atendimento da Caixa, dispensando o uso do caixa eletrônico. Para efetuar esse tipo de saque, é preciso levar um documento de identificação oficial com foto, juntamente com a documentação que comprove o direito ao benefício do Bolsa Família. Essa opção pode ser útil para aqueles que preferem um atendimento presencial e desejam resolver todas as etapas do saque com a assistência direta de um funcionário da Caixa.

Tem como receber o Bolsa Família depois do dia de pagamento?

As parcelas mensais do Bolsa Família podem ser sacadas dentro de um prazo de 120 dias a partir da data de início indicada pelo calendário de pagamento. Isso significa que as famílias beneficiárias têm até 4 meses para retirar o valor correspondente à parcela mensal do programa, garantindo assim o acesso aos recursos disponibilizados.

É importante que os beneficiários fiquem atentos ao calendário e aos prazos estabelecidos para evitar a perda do benefício.

Quem tem direto ao pagamento do Bolsa Família?

Para ter direito ao Bolsa Família, as famílias devem se enquadrar nos critérios de renda considerados como pobreza ou extrema pobreza.

  • Renda máxima: O Ministério da Cidadania estabelece que a renda mensal máxima per capita deve ser de R$218,00 para que a família seja elegível ao programa.
  • Cadastro Único: Além dos critérios de renda, é necessário que a família esteja registrada no Cadastro Único, que serve como a porta de entrada para os benefícios sociais oferecidos pelo governo federal.

Qual o valor atualizado do Bolsa Família

Em 2023, a tabela de pagamentos do programa Bolsa Família estabelece os seguintes parâmetros:

  • Famílias compostas por até 4 integrantes recebem um valor mínimo de R$ 600;
  • Famílias com mais de 4 integrantes recebem um acréscimo de R$ 142 por cada integrante adicional;
  • Crianças de até 6 anos de idade geram um adicional de R$ 150;
  • Crianças com mais de 7 anos e jovens com menos de 18 anos geram um adicional de R$ 50;
  • Gestantes recebem um adicional de R$ 50.

Esses critérios são utilizados para determinar o valor do benefício a ser disponibilizado às famílias participantes do programa, levando em consideração sua composição e necessidades específicas.

Para o ano de 2024, o governo tem planos de implementar um cálculo adicional no programa Bolsa Família, que seria um valor estimado entre R$20 a R$50 por criança e jovem entre 7 e 18 anos pertencentes a uma família beneficiária.

Além disso, é importante considerar o acréscimo de R$112 referente ao Auxílio-Gás, destinado a quase 6 milhões de famílias. Com essas adições, é possível que o novo valor total do Bolsa Família ultrapasse a marca de R$1.000.

Aqui você encontra notícias exclusivas, entrevistas, prestação de serviço, cidadania e muito mais 

Conclusão

O programa Bolsa Família busca garantir as famílias o direito à alimentação e o acesso à saúde e​ à educação​.

Em 2023, o programa Bolsa Família continua sendo uma importante iniciativa do governo para auxiliar famílias em situação de vulnerabilidade. As parcelas do benefício são calculadas de acordo com critérios específicos, como o número de integrantes na família e a presença de crianças, jovens e gestantes.

O programa disponibiliza um canal de atendimento telefônico e um aplicativo para fornecer informações e facilitar o acesso ao benefício. O governo também está planejando implementar um cálculo adicional para crianças e jovens de 7 a 18 anos, além do Auxílio-Gás, visando aumentar o valor total do benefício.

O Bolsa Família continua desempenhando um papel fundamental ao garantir o acesso às necessidades básicas para as famílias em vulnerabilidade. Buscando alcançar aqueles que mais precisam, contribuindo para a melhoria das condições de vida, o desenvolvimento humano e a inclusão social.

🚨 Desfecho de Huck na Globo após 24 anos + Estrela do SBT sofre h3morragia + Homem diz ser filho de Chrystian   

Autor(a):

Botão de fechar
Utilizamos cookies como explicado em nossa Política de Privacidade, ao continuar em nosso site você aceita tais condições.