Carla Diaz Celebridades

Carla Diaz conta ter ficado em estado de choque ao interpretar Suzane von Richthofen em filme

A atriz Carla Diaz e Suzane Von Ritchtofen (Foto: Divulgação)
A atriz Carla Diaz e Suzane Von Ritchtofen (Foto: Divulgação)

Carla Diaz revelou como foi gravar o filme de Suzane von Richthofen

A atriz Carla Diaz enfrentou recentemente um dos papéis mais desafiadores da sua carreira, interpretar Suzane von Richthofen em filme. Na verdade foram dois filmes, A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais, ambos abordam a mesma história, porém, de pontos de vistas diferentes.

Tanto A Menina que Matou os Pais como O Menino Que Matou os Pais serão lançados de forma simultânea, no dia 02 de abril. Os filmes narram a história de um dos crimes que mais repercutiu no Brasil e chocou a todos, o assassinato do casal Manfred e Marísia, pais de Suzane, que moravam em uma região de classe média alta em São Paulo.

+BBB20 fecha em alta na Globo e tem recorde de audiência; confira os consolidados de quinta-feira (13/02/20)

+Com a Globo de olho e após polêmica foto de biquíni, Band convoca Renata Fan para reunião a portas fechadas

O fato aconteceu no ano de 2003, e Suzane, o ex-namorado Daniel Cravinhos e o cunhado Cristian Cravinhos foram condenados pelo crime. Até hoje, ambos continuam presos, porém, os irmãos Cravinhos já não ocupam o mesmo espaço que Suzane em noticiários.

Em entrevista ao Yahoo, Carla Diaz falou o que sentiu ao gravar o filme. A atriz contou ter ficado em estado de choque, pois, é algo que chocou muito o Brasil, e com ela não poderia ser diferente: “Me chocou muito também como mulher, como filha, como ser humano. É inimaginável um caso desses. Me pergunto até hoje por quê. Porque ninguém entende por que alguém faz isso”, disse Carla Diaz.

Polêmica

Através das redes sociais, o filme já causa um grande barulho, muitos criticaram a ideia do lançamento do filme, dizendo que viram a decisão como uma forma de https://www.facebook.com/tvfoco/posts/4185980074760921?__xts__[0]=68.ARD5q46JoZl1Jz_7yjMHMdpTduT_7unl8s2k3JlYrPIaTWfh36wNQso0E8-GkqfmaFlqorgmIWTUFjh-ILQGlSJ2ccePakJBJn05F1-E79WYm1zE8SBtjAF9nrvQvLS9_aIQ-dEJMnDm6kOi99og5geySDO_INrFTfIje1lNTT2ZejDdTWJcM4EfgJO0FFwURC5iLbEEghKqXwwRL2I3gorGSISDJaOwhE3wZPqAOJHC-4pUWz4chZZ7WcwuhNVfmLUDVdlm4kzzHS0eR2dcipsncYkcUs6Ro3PHs8ofG88i4oI1FC0mOkDLi5zf13JUbuvIyu2D8B1B1k5p2c9V4uE8vg&__tn__=-R">glamourizar o crime, já outros concordaram com o laçamento, pois é uma maneira de não deixar que um caso tão forte caia no esquecimento.

As empresas que produzem o filme emitiram uma nota explicando que não houve nenhum tipo de injeção de dinheiro público na produção dos filmes, e Suzane von Richthofen e os irmãos Cravinhos não vão receber nenhum dinheiro por conta disso.

Suzane Von Richthofen e sua família antes do crime – Imagem: reprodução Internet

TV Foco no Youtube

Sobre o autor

Bruno Silva

Bruno Silva é paraibano e atua na área como redator desde 2013, sempre trazendo notícias aos leitores com muita responsabilidade.