Celebridades

Celebridades

Cartas psicografadas de Chorão, Cassia Eller e Renato Russo falam de dor, sofrimento e descrevem o inferno

Chorão, Cássia Eller e Renato Russo descrevem o inferno por meio de carta psicografada (Imagem: Montagem/TV Foco)

Cantores fizeram relatos assustadores em cartas psicografadas

Depois que morrem, alguns famosos resolvem voltar ao mundo dos morto por meio de cartas psicografadas. Isso foi o que aconteceu com artistas como Chorão, Cassia Eller e Renato Russo. As cartas psicografadas deles, falam de dor, sofrimento e descrevem até mesmo o inferno.

INFERNO

No ano passado, o médium Eduardo Fructuoso, do Lar Frei Luiz, de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, acabou tendo contato com o cantor Chorão, onde o artista relatou ter ido ao inferno.

Veja o que ele contou por meio da carta a seguir!

“Voltei aos quintos dos infernos enlouquecido pelas drogas, com padecimentos internos que nem a morte derroga”, foi um dos trechos transcritos pelo médium.

Devido ao seu sofrimento, Eduardo retrata na suposta carta que Chorão pede ajuda ao nosso plano espiritual: “Por isso, aqui e agora peço que orem para que eu seja forte”.

Veja também

Em um dos trechos que mais causaram comoção, ele implorou por ajuda para sair das trevas em que se encontra. “Sem pátria, família, nem Deus, imploro, mesmo sem devoção, que Jesus amenize os sofrimentos meus e tenha compaixão desse Chorão”, finalizou.

Chorão, ex-vocalista do Charlie Brown Jr. (Foto: Reprodução/Globo)
Chorão, ex-vocalista do Charlie Brown Jr. (Foto: Reprodução/Globo)

Outra que também fez relato sobre o inferno por meio de carta psicografada foi a cantora Cássia Eller. Assim como a carta de Chorão, a carta de Cássia Eller também foi divulgada pelo Lar de Frei Luiz.

Em sua carta, a cantora que em vida vivia sorrindo, fez alguns relatos assombradores, confirmando a existência do inferno, e dizendo que passou por lá.

Confira abaixo!

“Se eu disser para vocês que o inferno existe, acreditem, pois eu estava mergulhada nele, de corpo e alma, num espaço sombrio e frio, bem interno do ser, dos pés à cabeça, sem tempo, sem luz, nem descanso e afogava-me, a cada segundo, num oceano de matéria viscosa que roubava até minha ilusória alegria”, iniciou ela.

Cássia Eller ainda deu detalhes assustadores da experiência que viveu: “Preciso descrever mais as cenas dantescas de animais que nos mastigavam e, em seguida, nos devoravam sem consumir nossos corpos; se é que posso dizer que aquilo, que sobrou de mim, era um corpo humano. Queria fugir para bem longe dali, mas tudo em vão, quanto mais me debatia no fluido grudento, mais me afundava e, quando alcançava, de novo, a superfície apavorante, mãos e garras afiadas faziam-me submergir naquele líquido pastoso e mal cheiroso”.

Na carta, a cantora apesar dos momentos difíceis, contou que conseguiu encontrar a paz: “Alguém me tocava, de leve, os ombros e chamava-me pelo nome, como se me conhecesse há muito tempo. Era Cazuza todo de branco, como lindo enfermeiro, de cabelos cortados bem curtos e estendia suas mãos para que eu levantasse, caminhasse e conversasse um pouco em sua companhia”, afirmou.

“A misericórdia divina sempre conspira a nosso favor, nós desdenhamos do amor divino com nossas desatenções e desequilíbrios das emoções comprometedoras, que arranham e esmagam as mais puras sementes depositadas no ser imortal”, finalizou Cássia Eller.

Cássia Eller deu detalhes do inferno em suposta carta psicografada (Foto: Reprodução)
Cássia Eller deu detalhes do inferno em suposta carta psicografada (Foto: Reprodução)

Finalizando a nossa polêmica lista de carta psicografada, temos o cantor Renato Russo, que foi breve em seu relato e contou: “Sim, é o Renato Russo. Nós somos espíritos, trabalhadores da última hora. Aqueles que orientam, os que consolam, os que ensinam a medir as medidas da igualdade. Para que desonestidade, se existe a honestidade, vamos propagar o bem que o mal não nos convém”.

“A humanidade incapaz, atrelada às conveniências da desigualdade, crueldade, caminhando na contramão da via do progresso, na Seara bendita. Somos os trabalhadores da última hora, somos os filhos de Deus, espíritos informantes, que além das trevas, paira o Paraíso”, completa o cantor em sua mensagem.

Renato Russo deixou 31 músicas inéditas antes da morte (Foto: Reprodução)
Renato Russo se comunicou por meio de carta psicografada (Foto: Reprodução)

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários