TV Foco

Chaves tem grande segredo revelado e sua história foi inspirada em pecados, demônios e tentações 

Turma do Chaves cantando (Foto: Reprodução)
Turma do Chaves cantando (Foto: Reprodução)

De acordo com a revista Bula, Roberto Bolaños criou uma das mais temíveis e bem feitas representações do inferno: o seriado Chaves.

Chaves é um dos seriados mais famosos do mundo e sua duração começou em 1971, quando era apenas uma esquete de humor de 7 a 14 minutos, e foi até o ano de 1979, quado já tinha duração de 20 a 26 minutos. Porém, o que ninguém imagina é que cada personagem do seriado seria uma representação muito bem feita do inferno. Pelo menos é o que diz a revista Bula em uma de suas publicações.

+Zeca Camargo, após 23 anos de Globo, deve ser demitido a qualquer momento

A revista traduz o nome de “Chaves” para “Moleque”. Dessa forma, “Moleque” é quem faz “molecagens”. “Quem subverte a ordem do que seria moral e socialmente aceito como correto”, como diz a publicação. Ou seja, o próprio protagonista da atração mexicana é um pecador e por causa disso a trama seria sobre pecados.

Como muitas vezes foi dito, Chaves não mora em um barril, mas sim na casa número oito. Na história original, Bolaños se inspirou em uma história de um garoto órfão que foi adotado por uma idosa que nunca foi revelada. Ainda sobre a teoria da publicação, essa tal pessoa misteriosa é nada mais nada menos do que a morte. A pessoa que escreveu o artigo defende que o número oito quando é deitado fica com o símbolo de infinito. Dessa forma, a morte é infinita.

Elenco original de Chaves. Foto: Reprodução
Elenco original de Chaves.
Foto: Reprodução

O texto vai mais além e diz que a vila de Chaves é uma representação de um pedaço do inferno, que está preparado para receber os seus hóspedes. “Uma variação cômica de “Entre Quatros Paredes”, onde duas mulheres e um homem (além de um mordomo… mas o comunista Sartre não considerou o representante da classe proletária um personagem pleno) são obrigados a se suportarem mutuamente pela eternidade, num ciclo infindável de acusações e violência”, conta um trecho do artigo da Revista Bula.

Outro ponto interessante do artigo é sobre os possíveis pecados cometidos por essas supostas almas de Chaves. O protagonista, por exemplo, sempre faminto, teria cometido o pecado da gula. Seu Madruga cometia o pecado da preguiça. Seu Barriga, cometeu o pecado da ganância e ainda comete, pois vai quase que diariamente cobrar o aluguel de seus inquilinos. As porradas que Chaves le dá é uma forma de pagar por esse pecado.

Quico é movido pela inveja. Chiquinha tem a personalidade intolerante, raivosa. Agora, Dona Florinda e Professor Girafales cometeram luxúria e assim foram condenados a uma eternidade de abstinência sexual. Dona Clotilde cometeu o pecado da vaidade.

Veja a matéria completa aqui.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Arthur Farias