Chico Pinheiro

Chico Pinheiro

Chico Pinheiro interrompe BDBR por 10 minutos, se enfurece ao vivo e denuncia agressão na Globo: “Cenas bárbaras”

Chico Pinheiro
Chico Pinheiro repudiou o ataque aos profissionais da Globo e cobrou medidas do STF contra o governo federal (Foto: Reprodução)

O veterano se juntou a colega de bancada para repudiar a ação e a omissão do Governo Federal contra a imprensa

Durante a última edição do Bom Dia Brasil, que foi ao ar nesta segunda-feira (13), Chico Pinheiro e Ana Paula Araújo voltaram a denunciar um escândalo de agressão envolvendo dois profissionais da Globo, que cobriam a viagem do Presidente Jair Bolsonaro no interior da Bahia.

Segundo os âncoras, dois profissionais de uma afiliada da Globo no Nordeste, foram agredidos por seguranças e por apoiadores de Jair Bolsonaro. Ao lerem o editorial da emissora carioca, Ana Paula e Chico Pinheiro repudiaram o episódio e cobraram providências judiciais.

“Uma repórter da TV Bahia, afiliada da Globo foi agredida ontem, em Itamaraju, por seguranças e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, durante a visita dele na região atingida pelas chuvas no extremo sul da Bahia”, iniciou Ana Paula Araújo.

“Os repórteres da TV Bahia, e da TV Aratu, que é afiliada do SBT, tentaram se aproximar pra entrevistar Bolsonaro, mas a equipe de segurança que formava uma espécie de paredão agiu para impedir as duas equipes”, seguiu Chico Pinheiro.

Equipe da Globo teve o microfone danificado
Equipe da Globo teve o microfone danificado durantes os atos violentos (Foto: Reprodução)

Um dos seguranças agarrou a repórter Camila Marinho, pelo pescoço, com o antebraço em uma espécie de mata-leão.”, denunciou a âncora, citando a ação dos profissionais envolvidos na comitiva do governo federal.

Veja também

DURANTE QUASE 10 MINUTOS, CHICO E ANA PAULA COBRARAM MEDIDAS EFETIVAS DA JUSTIÇA

Seguranças de Bolsonaro impediram perguntas ao presidente
Seguranças de Bolsonaro impediram perguntas ao presidente (Foto: Reprodução/Globo)

Dedicando grande parte do primeiro bloco para abordar o escândalo, os apresentadores deram um ultimato contra as ações violentas e cobraram medidas do STF.

“As agressões deste domingo, mostram que já passou da hora da procuradoria geral da república dar o seu parecer sobre a ação que corre no Supremo. A imprensa cumpre um direito inscrito na constituição e deve ter sua segurança garantida”, alegou a jornalista.

As cenas bárbaras deste domingo e aquelas ocorridas na Itália, no dia 31 de outubro ensejam duas constatações: Se os seguranças agem por conta própria, a presidência deve ser responsabilizada por omissão. Se agem seguindo ordens superiores, a presidência deve ser responsabilizada por atentar contra a liberdade de imprensa e fomentar a violência contra jornalistas”, rebateu Ana Paula Araújo, citando um incidente contra a Globo na Itália. 

“Além disso, a escandalosa atitude da presidência, de deixar os jornalistas a própria sorte em meio a apoiadores fanáticos, que são insuflados quase que diariamente pelo próprio presidente da república em sua retórica contra o trabalho da imprensa”, reforçou Chico Pinheiro, visivelmente transtornado com o acontecido.

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários