Celebridades Globo

Chocada! Apresentador da Globo se exalta, perde a paciência ao vivo e detona público: “Sem noção”

Globo
Apresentador da Globo detonou telespectadores e perdeu a paciência ao vivo (Foto: Divulgação)

Apresentador da Globo perdeu a paciência ao vivo ao falar sobre quarentena

O apresentador William, que comanda o DF 1, jornal regional da Rede Globo no Distrito Federal, perdeu a paciência ao vivo nesta quinta- feira, 07 de maio.

Enquanto lia um comentário de uma telespectadora, o âncora da afiliada da Globo aproveitou para dar uma bronca em quem anda furando a quarentena para ir a locais públicos, como academias.

+Lembra dela? Saiba como anda a protagonista da novela Esmeralda, 15 anos depois

Sem papas na língua, ele aproveitou a oportunidade para lembrar ao público que o caixão das vítimas do novo Coronavírus é fechado e gerou polêmica.

“No Riacho Fundo tem academia funcionando desde sempre. É ou não é sem noção?”, questionou uma telespectadora através de mensagem enviada a produção do telejornal local.

Mayra Cardi e Arthur Aguiar anunciam separação, mas são pegos ainda na cama e relação é totalmente exposta: “pelada”

William não escondeu sua indignação com as pessoas que estão furando a quarentena em meio a pandemia da Covid-19 e detonou ao vivo.

+Ex BBB Hadson revela drama após suspeita de Covid-19 e se desespera: “Está difícil”

“É mais do que isso. Se a academia não cumpre a lei, não é confiável. E olha, você faz academia para quê? Para ter mais saúde. Agora não adianta ir para ter mais saúde e morrer de covid. Até porque o caixão de covid é fechado, ninguém vai ver seu corpo bombado lá dentro”, disparou ele, deixando claro a sua falta de paciência. Vale dizer que, segundo o Ministério da Saúde, são 34 mortes e quase 2 mil casos no Distrito Federal.

https://twitter.com/mtlvrg/status/1258434949285371909

William Bonner também surpreendeu com desabafo ao vivo

O jornalista iniciou sua fala mencionando alguns números. “Você já nem deve lembrar, mas na quinta passada eram 5.901 mortos. Os números vão aumentando desse jeito, cada vez mais rápido, dando saltos, e vai todo mundo se acostumando, porque são números. Um número muito grande de mortos em um desastre, de repente, sempre assusta”, disse o apresentador.

William Bonner continuou: “As pessoas levam um baque. Morreram mais de 250 pessoas em Brumadinho. É uma tragédia. Nos Estados Unidos, em 2001, morreram quase 3 mil nos Atentados do 11 de Setembro. 3 mil, assim, de repente. Mas quando as mortes vão se acumulando ao longo de dias e de semanas como acontece agora na pandemia, esse baque se dilui e as pessoas vão perdendo a noção do que seja isso”.

O jornalista reforçou a gravidade do problema que todo o Brasil tem passado atualmente. “8 mil vidas se acabaram. Eram vidas de pessoas, amadas por outras pessoas. Pais, filhos, irmãos e amigos conhecidos. Aí o luto, de tantas essas famílias vai ficando só para elas, porque as outras pessoas já não têm mais como refletir sobre a gravidade dessas mortes, que vão se acumulando todo dia, todo dia…”

Por fim, William Bonner refletiu sobre a tristeza de tantas pessoas. “Hoje, são 8 mil e 500. Amanhã. a gente não sabe. Quando é assim, o baque só acontece quando quem morre é um parente, um amigo, um vizinho. Ou uma pessoa famosa”.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Aloizio Júnior

Aloizio Júnior ingressou na faculdade de Direito, mas é encantado por Medicina e hoje em dia é um vestibulando. Falar sobre TV sempre foi um hobby e faz isso desde 2008. Atento sobre todas as novidades no mundo da TV, entrou para a equipe do TV Foco em agosto de 2012.