CNN Brasil Emissoras

Exclusivo! CNN Brasil repensa futuro de Caio Coppolla na emissora após debate polêmico

Caio Coppolla durante O Grande Debate (foto: Reprodução/CNN Brasil)
Caio Coppolla durante O Grande Debate (foto: Reprodução/CNN Brasil)

Coppolla revoltou diretores da CNN Brasil ao atacar o canal de notícias para sair em defesa de Leandro Narloch, demitido pela emissora

O novo comentário controverso de Caio Coppolla causou revolta na Redação da CNN Brasil na noite desta terça-feira (18). Durante a edição noturna de O Grande Debate, ele atacou o próprio canal e saiu em defesa de Leandro Narloch, demitido após fazer um comentário homofóbico no ar.

TV Foco apurou que a situação do comentarista na emissora está sob análise e é praticamente insustentável. Um grupo de diretores defendeu, inclusive, que o quadro do Expresso CNN fosse interrompido pela metade para que ele não continuasse a defender o ex-colaborador do canal.

O microfone de Caio Coppolla, de fato, chegou a ser desligado enquanto ele fazia sua dissertação em defesa de Leandro Narloch, fazendo com que seu áudio fosse captado apenas pelos outros microfones do estúdio do telejornal. O desligamento foi nítido para o público, que publicou o momento do corte nas redes sociais.

Para grande parte dos gestores do Jornalismo da CNN Brasil, foi inaceitável que Coppolla usasse o espaço do próprio canal para atacar a emissora e se posicionar contra a demissão de Narloch, que completou um mês em 10 de agosto. Ele citou, inclusive, que a emissora teria deixado o seu ex-colaborador em dificuldades financeiras.

Coppolla foi repreendido assim que saiu do ar. A bronca, porém, pode não ter sido a única sanção dada ao comentarista. Além dos diretores, uma boa parte da equipe do telejornal de Monalisa Perrone está pedindo a sua cabeça. Internamente, ele é tido como uma pessoa difícil e pouco querida.

Leandro Narloch foi demitido da CNN Brasil após escândalo envolvendo doação de sangue - Foto: Reprodução
Leandro Narloch foi demitido após escândalo envolvendo doação de sangue (foto: Reprodução/CNN Brasil)

RELEMBRE O CASO

Leandro Narloch foi demitido pela CNN Brasil em 10 de julho, dois dias depois após protagonizar uma fala considerada homofóbico durante o Live, programa matutino do canal de notícias. Ele era um dos principais comentaristas da rede.

Ao analisar a liberação do STF para que homens homossexuais pudessem doar sangue, Narloch afirmou que os gays eram responsáveis por espalhar HIV para os seus parceiros, chegando a citar supostos números sem qualquer fonte.

O comentário chocou até mesmo Phelipe Siani e Marcela Rahal. A dupla, que apresenta o Live, ficou perplexa e não esboçou quaisquer reação — e tampouco tentou desmentir as informações dadas pelo até então colaborador da CNN Brasil.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Rick S