Datena

Datena, após bate-boca com Dória, escancara situação, envolve Jornal Nacional e anuncia: “Podem mandar me matar”

Datena fala de JN, detona Dória e entra em polêmica (Foto montagem)
Datena fala de JN, detona Dória e entra em polêmica (Foto montagem)

O apresentador da Band, José Luiz Datena acabou fazendo revelações bombásticas e se colocando em polêmicas

O apresentador José Luiz Datena tem feito declarações polêmicas nos últimos dias. Nesta última sexta-feira (24) por exemplo, o apresentador do Brasil Urgente da Band, acabou expondo no programa de rádio que apresenta nas manhas da emissora, que teve uma espécie de bate-boca com Dória.

+Escândalo! Record contrata Matheus Ribeiro, primeiro âncora gay do JN e funcionários fazem rebelião em carta aberta

Tudo aconteceu depois que ele recebeu uma série de mensagens do governador de São Paulo. Na troca de mensagens, Dória pedia explicações do motivo pelo qual Datena havia afirmado em entrevista para uma revista, que ele era uma imbecil. O apresentador da Band, por sua vez, acabou negando que tivesse afirmando tal coisa para a publicação. Foi então que a história teria pegado fogo.

É que Dória exigiu que Datena desmentisse a revista publicamente. Esquentado, o apresentador da Band acabou com o “o amigo” e disse que ele não fazia parte do governo de Dória e que por isso não deveria receber ordens do político.

Jair Bolsonaro, Datena, Sergio Moro
Datena falou sobre a polêmica demissão de Sergio Moro do governo de Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução / Montagem TV FOCO)

DATENA FALA DE MORO E JORNAL NACIONAL

Agora, como se não bastasse, neste sábado (25) durante o Brasil Urgente que também foi comandado por Datena, o apresentador detonou a atitude do ex-ministro da justiça, Sérgio Moro, que divulgou mensagens trocadas com Bolsonaro para o Jornal Nacional da Record.

Nas mensagens, Moro tentava provar que havia pedido demissão após Bolsonaro tentar intervir nas investigações da polícia federal. Datena disse categorizou a situação como absurda:

“Eu jamais faria isso. Pegar um print de uma afilhada minha, apresentar a uma emissora de televisão, ou para um jornal”, disse. “Se é crime ser hackeado, por que ele age como um hacker particular e pega um print da própria afilhada dele e mostra numa emissora de audiência enorme?”, disse.

“PODEM MANDAR ME MATAR”

Cabe dizer, que ainda em outro trecho do Brasil Urgente, Datena polemizou. O jornalista falou sobre o controle dos preços no Brasil diante da pandemia. Polêmico, o jornalista afirmou que iria fiscalizar os comerciantes para defender os consumidores e acabou soltando uma frase de impacto:

“Nós vamos ficar no pé até o fim. Não adianta. Vocês podem mandar me matar, podem atirar em mim, podem contratar um atirador, vocês donos de mercado e fornecedores. Eu sei que vocês não fariam isso porque não são bandidos, mas se fizerem não tem problema, não”, disse Datena, que ainda afirmou que seguirá falando tudo que pensa. O jornalista destacou que só vai fechar a boca, no dia em que o dono da Band, John Saad, pedir isso a ele.

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Aaron Tura

Aaron Tura é um jornalista, paulista que ama o mundo da televisão e seus afins. Ligado nas novidades da telinha, fundou o TV FOCO em 2006 com o propósito de trocar opiniões e informações!