Datena

Datena, Bacci e Sikêra Jr. são castigados, devem sair do ar a qualquer momento e decreto é dado: “Banidos”

Datena pede ajuda em novo canal (Foto: Reprodução)
Datena na Band (Foto: Reprodução)

Os apresentadores podem perder espaço caso o projeto de lei seja aprovado

Grandes figuras da televisão brasileira como Datena, Bacci e Sikêra Jr. podem deixar a grade de programação das suas emissoras muito em breve. Isso porque um projeto de lei quer vetar esse gênero de programa.

+Zezé di Camargo, no velório do pai, desabafa sobre estado da mãe após morte e vai aos prantos: “Agora é cuidar”

+Luciana Gimenez tem segredos revelados: veja o que a apresentadora tanto esconde

+Luiz Bacci, afastado da Record após grave doença, enfrenta terrível situação e desaba: “Me controlando” 

O Senado brasileiro irá debater o projeto de lei proposto pelo senador Diego Tavares, eleito pelo progressistas da Paraíba. A proposta prevê o veto de noticiários policiais em horários com alto número de televisores ligados, restringindo programas como o Brasil Urgente, apresentado por Datena, para a faixa entre 22h e 6h da manhã.

Diego Tavares será o responsável por convocar comissões para avaliar o tema. A causa surgiu em um abaixo-assinado virtual que contou com mais de 20 mil assinaturas em apenas três meses.

A proposta se enquadra nas determinações previstas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente e pela Lei de Abuso de Autoridade, sancionada por Jair Bolsonaro em 2019. Esta última lei prevê que pessoas não podem ser expostas por policiais antes de serem julgadas.

Vale lembrar que a regulamentação para a publicidade de produtos destinados ao público infanto-juvenil surgiu em uma inciativa similar a esta.

Alguns países já adotam a proibição desse tipo de conteúdo em horários com maior concentração de jovens e crianças. Na Argentina, por exemplo, as emissoras devem  inserir antes de todos os noticiários um aviso de que não se trata de conteúdo apto para todo o público. Já no Uruguai, os noticiários desse tipo estão banidos da TV há cinco anos.

Em entrevista para o TV História, Jonas Rossatto, um dos lideres da iniciativa no Brasil classificou os programas como sensacionalistas: “Fiquei perplexo ao ver programas exaltando a violência e normalizando a exibição de cenas fortes durante quase todo o dia. É muito sensacionalismo.”

Apesar de ser um dos precursores do noticiário pocialesco no Brasil, José Luiz Datena, tem adotado uma postura mais leve no Brasil Urgente. Uma possível candidatura no âmbito politico pode ter sido fundamental na mudança de tom do apresentador.

Porém nos últimos meses, Sikêra Jr e Luiz Bacci, apresentadores mais “novos” no gênero, viraram notícia por exibição de conteúdos apelativos.

Sikêra passa um batalha judicial com Xuxa Meneghel e Luisa Mell por causa de suas opiniões no programa Alerta Nacional, da RedeTV!.

Já Luiz Bacci e o seu Cidade Alerta, apesar de não terem problemas judiciais, ganharam notabilidade e criticas quando o telejornal avisou ao vivo para uma mãe que sua filha havia morrido.

 

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Erick Martins