Datena

Datena

“Cagando de medo”, Datena escandaliza na Band, fala o que não devia e detona: “Estou de saco cheio”

José Luiz Datena se irrita no Brasil Urgente e solta o verbo
José Luiz Datena se irrita no Brasil Urgente e solta o verbo (Reprodução/ Band)

Datena, sem papas na língua, solta palavrão ao vivo no Brasil Urgente

O apresentador José Luiz Datena, de 65 anos, tem como marca registrada por dar seus esculachos ao vivo diante das notícias que presencia diarimente no “Brasil Urgente“, da Band.

Mas foi nesta última quinta-feira, 04 de julho, que Datena não perdoou e soltou os cachorros em uma opinião, chegando a passar dos limites e usar uma palavra de baixo calão.

Quebrando todos protocolos de um noticioso ao vivo, Datena se revoltou ao comentar sobre uma notícia que havia acabado de se deparar. O contratado da Band estava comentando uma das operações policiais que estavam acontecendo no bairro de Paraisópolis, em São Paulo.

“Não foi a polícia que atirou primeiro. Foi o bandido que cagando de medo do crime organizado, atirou na polícia, porque se eles não atirassem e entregar direto as drogas, o crime organizado acaba com eles. A polícia foi pra dentro, é claro”, detonou Datena, soltando sua opinião com revolta e sem travas na língua.

+Mensagem de despedida de Jô Soares, horas antes de morrer, devasta: “Não minta pra quem te escuta”

Porém, muito educado, Datena justificou ao seu público fiel que o permite entrar em seus lares, afirmando que o momento de explosão foi necessário. “Falei um palavrão de novo aqui, mas é porque eu estou tão de saco cheio de bandido canalha por aí, que não dá pra aguentar mais. Deus me livre e me guarde”, afirmou o âncora do “Brasil Urgente”.

Datena dá esculacho ao vivo e, sem papas na língua, solta os cachorros no Brasil Urgente
Datena dá esculacho ao vivo e, sem papas na língua, solta os cachorros no Brasil Urgente (Reprodução/ Band)

CONDENAÇÃO POR FALA

Ainda na semana passada, Datena teria sido condenado judicialmente, junto a Band, por conta de suas opiniões em meio a uma notícia de homicídio e, consequentemente, por seu linguajar.

Veja também

+Marcos Mion fica diante de situação absurda no Caldeirão e faz alerta ao Brasil: “Nudes”

“Não é possível que o linguajar que eu tenho, eu chamei o sujeito de canalha. O que que é o cara que atira no pescoço [do outro] com a esposa do rapaz com o bebê no colo correndo o risco dos três serem atingidos?”, escancarou o apresentador da Band.

VÍDEO YOUTUBE: Leonardo é menosprezado pelo próprio filho João Guilherme 

Quem escreve

Gustavo Melo

Apreciador da cultura pop das décadas passadas e muito antenado no mundo atual das celebridades. Para completar, sou um Cinéfilo crítico, colecionador de filmes, livros e discos de vinil. Um declarado 'SBTista' de coração, assumo que foi Chespirito quem formou meu caráter e bom humor.

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários