Victor e Leo

Victor e Leo

“Débil mental”, ambulante vai a justiça contra Victor, ex dupla com Léo, expõe humilhações e agressões

Sertanejo Victor Chaves é acusado por vendedor de humilhação e agressão (Foto: Divulgação/Folhapress)
Sertanejo Victor Chaves é acusado por vendedor de humilhação e agressão (Foto: Divulgação/Folhapress)

Vendedor afirma ter sido humilhado por Victor Chaves durante show wm Minas Gerais

Em uma reportagem exclusiva da colunista Fábia Oliveira do Em Off, um vendedor ambulante que trabalhava durante um show da dupla, acusou os seguranças de terem o impedido de trabalhar e Victor Chaves de ter agredido ele verbalmente.

Tudo aconteceu em maio de 2012, quando a dupla sertaneja fazia um show na cidade de Sarzedo, Minas Gerais. Segundo o processo, durante a apresentação dos irmãos, os seguranças teriam tentado retirar o vendedor do local, mas ele se recusou a sair.

Em seguida, a dupla foi avisada da situação e interromperam a apresentação. O cantor, Victor Chaves, teria pedido “que [o comerciante] se retirasse da arena com seu produto, pois atrapalha a visibilidade do público”.

Entendendo que não atrapalhava ninguém, o ambulante permaneceu no local. Foi então que Chaves teria iniciado “xingamentos” contra o vendedor que ficaram registrados em vídeo. 

“O requerido [Victor Chaves] iniciou uma série de achincalhamentos, como constam na gravação do CD em anexo, provocando grande constrangimento e humilhação ao requerente, posto que estava ali para sustentar a família e foi humilhado perante a milhares de pessoas que se encontravam no local”, afirma a petição.

Veja também

INSULTOS DE VICTOR CHAVES AO AMBULANTE

Entre os insultos, o comerciante diz ter sido chamado pelo cantor de “débil mental“, “sem cérebro”, “ignorante” e “negão”.

Segundo o precesso, os seguranças dos sertanejos lacraram a caixa de bebidas e então o vendedor não pode continuar o seu trabalho.

Ainda com informações da colunista, após o show, como forma de indenizar os danos materiais, o ambulante afirma que recebeu 3 mil reais de Leo Chaves e teve suas bebidas devolvidas.

O vendedor entregou o valor e a mercadoria para o promotor do evento, que era o verdadeiro dono dos protudos comercializados.

O processo que tramita desde 2013 na cidade de Ibirité, também inclui uma acusação contra a Vida Boa Shows e Eventos e, na época, foi dado a causa o valor de R$ 27.120,00.

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários