Record

Record

Domingo Espetacular entrevista detetive contratado por Elize Matsunaga para matar o marido: “A polícia não sabia dos passos dele. Não sabia nada”

Elize Matsunaga e Marcos (Foto: Reprodução)

Exclusivo no Domingo Espetacular: Elize Matsunaga deixou, nesta segunda-feira (30), a Penitenciária Feminina de Tremembé (SP) após dez anos presa, graças a uma decisão judicial que lhe concedeu liberdade condicional. A equipe do programa encontrou o detetive que foi contratado por ela para seguir o marido, Marcos, e provar que ele tinha uma amante. O profissional, que não terá a identidade revelada, concede uma  entrevista reveladora.

Ele fala da importância que as imagens,  gravadas no período em que seguiu o empresário, tiveram na investigação policial que levou à condenação de Elize pelo assassinato do marido. “Uns 70%. Até então, a polícia não sabia do dos passos dele. Não sabia que ele tinha amante, não sabia nada”.

O detetive revela detalhes do período em que trabalhou para ela, como a urgência de Elize em reaver as fitas após cometer o crime. “Eu vi que ela estava muito apressada, muito tensa, e que queria as imagens muito rápido, tanto que ela foi ao escritório sem avisar”, conta ele.

VÍDEO YOUTUBE: Sonia Abrão DETONA Léo Lins após demissão e confirma ao SBT: "Já era tarde"

Quem escreve

Bianca Santos

Bianca respira comunicação desde os 15 anos e se tornou uma radialista especializada em redação. É apaixonada por escrever sobre o mundo das celebridades e busca informar o leitor sem deixar a descontração de lado.

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários