Celebridades

Celebridades

Dono da Globo faz carta aberta e confirma pior notícia ao Brasil com fim decretado: “Me despeço”

Roberto Irineu divulgou carta aberta para lamentar morte de Jô Soares (Imagem: Montagem)

Dono da Globo fez carta pública para se despedir de Jô Soares

Roberto Irineu Marinho, presidente do Grupo Globo, prestou as suas últimas homenagens a Jô Soares, que morreu aos 84 anos nesta sexta-feira (05). A nota foi divulgada pelo portal G1.

“Perdemos hoje uma das figuras mais geniais da nossa cultura. Jô Soares começou na Globo no início dos anos 70 e ajudou a escrever não só a nossa história, mas a da televisão brasileira. Foi ator, produtor, diretor, autor, escritor, pintor, mas, acima de tudo, foi um mestre – um mestre na arte de ler e de interpretar o Brasil e os brasileiros e de fazê-los rir com sua graça, inteligência e elegância. Seus programas de humor fizeram uma crônica da nossa história com seus mais de 200 personagens, que foram também parte da família de várias gerações. No sofá do Programa do Jô, se sentaram o Brasil e o mundo. Jô era um artista completo. Eu conheci o Jô nos anos 70 e nos falávamos sempre. Além da troca de carinhos, trocávamos também doenças raras, como dois bons hipocondríacos. Dele me despeço com pesar e, repetindo o meu pai, quando por ele foi entrevistado, com o orgulho de dizer que trabalhamos juntos. A cultura, a história, a televisão, o Brasil, todos nós, Jô, vamos sentir a sua falta. Viva o Gordo!”, escreveu Roberto Irineu Marinho.

A MORTE

Jô Soares morreu nesta sexta depois de duas semanas internado no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com suspeita de pneumonia. Bastante talentoso, Jô Soares foi escritor, diretor, humorista, apresentador e músico. Ele começou a sua carreira na década de 50. Na Globo ele participou do programa de humor Faça Humor, Não Faça Guerra, em 1970. Já em 1981, ele ganhou um programa solo, o Viva o Gordo, exibido por seis anos, em seguida, ele foi para o SBT onde apresentou o talk show Jô Soares Onze e Meia, retornando à Globo onze anos depois, no ano 2000, com o Programa do Jô, que ficou no ar até 2016.

Já no cinema ele atuou em vários filmes e documentários. Jô foi casado com a atriz Therezinha Millet Austregésilo, com quem teve seu único filho, Rafael Soares, que morreu em 2014. Entre os anos de 1980 e 1993, Jô Soares foi casado com a atriz Sílvia Bandeira e com Flavia Pedras. Em 1984 ele namorou por dois anos a atriz Cláudia Raia.

Jô Soares morreu aos 84 anos (Foto: Reprodução)
Jô Soares morreu aos 84 anos (Foto: Reprodução)

Veja também

VÍDEO YOUTUBE: Leonardo é menosprezado pelo próprio filho João Guilherme 

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários