Celebridades

Celebridades

Elza Soares, quatro meses após morte, pode ter corpo exumado após polêmica ser revelada

Elza Soares pode ter o seu corpo exumado (Foto: Reprodução)
Elza Soares pode ter o seu corpo exumado (Foto: Reprodução)

Elza Soares, em vida, se recusou a fazer exame com suposta filha

A cantora Elza Soares morreu em 22 de janeiro, há cerca de quatro meses atrás, no mesmo dia da morte de Garrincha, que morreu há 39 anos atrás, em 1983. A cantora estava com 91 anos de idade e gerou uma grande comoção com a sua morte. Ela era conhecida por ter uma voz inconfundível.

A cantora fez história na música brasileira com o seu jeito único e também chamou a atenção pela vida amorosa. Ela viveu em um grande amor com o craque do futebol Garrincha, falecido em 1983 em virtude de problemas com o vício em álcool.

E meses após a sua morte, Elza Soares voltou ao noticiário, pois, uma mulher identificada como Marlene Rodrigues, diz acreditar ser filha da cantora. Marlene nasceu em 1961. No ano seguinte, Elza conheceu Garrincha.

NEGOU O PEDIDO

Quando viva, Elza Soares negou o pedido feito por Marlene. Após a morte da cantora, o advogado de Marlene entrou em contato com os filhos biológicos de Elza para que seja feito exame de DNA. Antes de morrer, Elza foi informada em relação a história, porém, se negou a fazer a realização do exame que poderia confirmar a maternidade.

Caso os filhos de Elza Soares se neguem a fazer o exame de DNA, o advogado de Marlene deverá entrar na Justiça para pedir a exumação do corpo da cantora, para que seja realizado o exame. Com a exumação, é possível realizar o exame de DNA e descobrir se Elza é ou não de fato mãe de Marlene.

Veja também

Caso a maternidade seja confirmada, Marlene vai se tornar herdeira da falecida cantora.

Elza Soares morreu aos 91 anos (Foto: Reprodução)
Elza Soares morreu aos 91 anos (Foto: Reprodução)

VÍDEO YOUTUBE: Faustão é cortado na Band e produção tem demissão em massa

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários